10 dicas para otimizar seu PC para jogos

Há algum tempo nós publicamos aqui no Descomplicando o Hardware um artigo ensinando como montar um PC para jogos. Apesar de termos ótimos consoles no mercado, como o PlayStation 3 da Sony e o Xbox 360 da Microsoft, muita gente, como eu, prefere jogar no seu próprio computador. As vantagens são óbvias: a qualidade gráfica dos jogos é superior, o limite do hardware depende unicamente do seu bolso, os preços dos jogos são muito mais em conta, principalmente em lojas como a Steam, e muitas outras vantagens. Porém, como tudo na vida, ser um “PC-Gamer” tem suas desvantagens, afinal de contas, usamos o computador para outras atividades também, e não apenas jogar. Assim, muitas vezes, o desempenho dos nossos queridos jogos fica prejudicado por conta de outros fatores, como drivers não-otimizados, programas rodando em segundo plano e consumindo recursos preciosos, dentre outras mazelas.

01. Escolha os melhores Drivers

Como você provavelmente deve saber, os drivers são pequenos softwares que fazem a comunicação do nosso hardware com o sistema operacional. Por exemplo: suponhamos que você compre uma placa de vídeo de última geração e a instale na sua placa-mãe. Para que o seu sistema operacional reconheça aquele novo componente e o use da melhor maneira possível, ele precisa de um driver, que o indicará sobre as funções e desempenho da nova placa.
Atualizar os drivers deve ser sempre um dos primeiros passos para otimizar um PC para jogos. Geralmente, um computador que acaba de ser comprado, inclusive os que foram montados principalmente para jogos, tem drivers desatualizados. Isto, não permite que o PC alcance o desempenho completo que poderia chegar a ter. É importante que você saiba, também, que existem “drivers” e “Drivers”. Driver genéricos nunca usarão toda a potência e recursos máximos de sua placa de vídeo. O usuário deve sempre baixar os drivers originais para suas placas de vídeo (AMD, NVDIA) para obter o desempenho máximo nos jogos que são lançamentos no mercado. E também deve ficar atento aos drivers da placa de som e de rede, que geralmente também produzem um impacto notável no desempenho da máquina.

02. Fechar os aplicativos desnecessários

Eu costumo dizer que a multitarefa é uma benção! Hoje em dia, a gente consegue fazer muitas coisas ao mesmo tempo no PC sem sentir nenhum tipo de lentidão. Abrimos várias abas no navegador, estamos ouvindo música, conversando no MSN, talvez editando um texto ou uma imagem, enfim… um zilhão de coisas! Porém, os jogos, principalmente os mais modernos, consomem quantidades absurdas de memória RAM e processamento. E é bom que eles fiquem rodando sozinhos.
Quanto maior for o número de aplicativos que se executam em segundo plano, mais lento será o sistema para jogar. Todos os aplicativos que se executam em segundo plano consomem ciclos da CPU, memória RAM e afetam o desempenho do disco rígido. Para que os jogos funcionem sem problemas eis aqui alguns conselhos:
  • Fechar todos os aplicativos abertos: Photoshop, navegador, iTunes, etc… O usuário deve se certificar que não fique nada ativado na barra de tarefas.
  • Desinstalar aplicativos desnecessários: Identificar os que já não precisa mais.
  • Cancelar a inicialização automática de aplicativos: TuneUp Startup Manager lhe ajudará a identificá-los.
Seguindo estes conselhos, nada atrapalhará seus jogos de alcançarem o desempenho máximo!

03. Desativar os “devoradores” de recursos utilizando o TuneUp Program Deactivator

Mas suponhamos que você não julgue necessário desinstalar alguns programas apenas para jogar. Mesmo assim ainda há outras opções. Com o TuneUp Program Deactivator você não precisará desinstalar seus programas favoritos, porque esta ferramenta permite que o usuário possa apenas desativá-los e assim, impedir o carregamento que estes impõem ao sistema. Esta ferramenta funciona como o sistema start-stop dos carros, quando um carro para e seu motor apaga. Logo, quando se pisa no acelerador novamente o carro liga no mesmo instante. A mesma coisa ocorre com TuneUp Program Deactivator. Enquanto o programa não está sendo usado, ele não produz nenhum carregamento no sistema e no momento que se precise dele novamente, o TuneUp se encarregará de iniciá-lo imediatamente. Veja esta imagem:

04. Desfragmentar o disco rígido

Enquanto um jogo está em execução, inúmeros arquivos diferentes estão sendo lidos e modificados simultaneamente. À medida que os dados são escritos ou eliminados do disco rígido, os arquivos são fragmentados e suas partes ficam dispersas em toda a unidade do disco. Isto provoca uma diminuição significativa do desempenho do sistema. Particularmente durante os
jogos, já que o disco rígido precisa recopilar todas as partes dos arquivos de forma ordenada, para ser capaz de processar o arquivo completo.
Dado que os jogos costumam ocupar vários GBs, é vital que todos estes arquivos possam ser lidos de forma contínua. Mas nem sempre eles são alocados de forma contínua no nosso HD. Geralmente, um arquivo muito grande é alocado em clusters espalhados por todo o disco. Isso se chama fragmentação.  Para desfragmentar o disco o usuário pode ir até o menu Iniciar do Windows, Todos os ProgramasAcessóriosFerramentas do sistema e selecionar Desfragmentador de Disco. Ou utilizar a ferramenta TuneUp Drive Defrag, que é muito mais intuitiva e eficiente que a solução padrão do sistema.

05. Apagar os serviços do Windows em segundo plano que não sejam essenciais

Existem dezenas de serviços do Windows e de aplicativos de outros fabricantes que são executados constantemente em segundo plano. Sem embargo, existem alguns serviços que devem ser apagados nas máquinas que se usam para jogar, que estão sempre ativos e são usados somente em PCs de escritórios. No entanto, para a maioria dos usuários, identificar quais são estes serviços não é uma tarefa nada fácil.
Nesta ocasião o TuneUp Utilities mais uma vez facilita a sua vida e automatiza todo o processo. Para encerrar estes serviços que rodam em segundo plano mas que você não precisa, é só ativar o Modo Turbo de TuneUp para apagar temporariamente mais de 70 serviços, tarefas programadas do Windows e aplicativos de outros fabricantes que se executam em segundo plano, com apenas um clique. O TuneUp é ou não é muito amor? 😛

06. Overclock de CPU e GPU

overclock sempre foi uma maneira de espremer ao máximo o desempenho do PC. Sem embargo, o paradigma mudou um pouco, e o overclock da CPU tende a não ter mais um grande impacto como antes. Em contrapartida ocorre o oposto com o da GPU, que tem se tornado cada vez mais importante. Visto que na prática do overclock os componentes são obrigados a trabalhar numa frequência para a qual eles não foram projetados, eles ficam sob um stress muito grande. Sem falar no superaquecimento. Por esta razão, deve-se realizar com muito cuidado e precaução.
Em compensação, hoje em dia todas as placas-mãe contam com mecanismos que desligam o PC caso ele seja submetido a um esforço muito grande, com o fim de evitar qualquer dano mais sério nos componentes. Em todas as provas realizadas no experimento, certificou-se que somente a sobrecarga do sistema provoca um reinicio do mesmo. O usuário deve se certificar de que nenhum aplicativo importante esteja sendo executado no momento do overclock.

07. Otimizando o Painel de Controle da NVIDIA


Se você optou por uma placa de vídeo da família GeForce, com certeza tem uma GPU da NVIDIA. Todos os controladores da NVIDIA vêm com seus próprios painéis de controle, que permitem ajustar a configuração 3D. Embora seja possível configurar muitas das opções diretamente no jogo, algumas não estão disponíveis ou são unicamente configuráveis através deste painel.
Para chegar à configuração da NVIDIA, o usuário deve clicar com o botão direito do mouse na área de trabalho do Windows, selecionar Painel de Controle da NVIDIA e logo Configuração 3D nas categorias da esquerda. A seguir, listamos algumas configurações básicas que podem ser feitas melhorando a qualidade da imagem, sem sacrificar os frames por segundo (FPS). Veja:
  • Anti-Aliasing: A ativação da Correção Gamma melhora a qualidade da cor e a Transparência Multisampling melhora a qualidade visual, ambas sem impacto no desempenho.
  • Máximo número de fotogramas pré-renderizados: Deixe este valor em 0, pois minimiza o lag do mouse e teclado.
  • Otimização segmentada: Esta opção deve estar sempre Ativada para os modernos processadores “multi-core”.
  • Filtragem da textura: Esta função mostra como todas as texturas aparecerão em um jogo. Jogar com o nível “Alto desempenho” de filtro aumenta os FPS.
Claro, o Painel de Controle da NVIDIA ainda traz uma série de outras configurações. Porém, o próprio usuário que deve testar as demais opções de configuração para ver os efeitos e melhorias que podem supor nos gráficos e qualidade dos jogos, já que estas variam muito de máquina para máquina.

08. Otimizar o Centro de Controle AMD/ATI


Para a turma que preferiu comprar as placas Radeon, ou seja, com chips pertencentes à AMD/ATI, eles deverão configurar o Centro de Controle AMD/ATI. Esta é outra fantástica maneira de aumentar o desempenho e a qualidade visual dos jogos. Para acessá-lo, você deve fazer clicar na área de trabalho do Windows, selecionar “Catalyst Control Center” e logo ir até a seção “Configuração 3D” à esquerda.
Os valores mais importantes que você deve configurar são: SMOOTHVISION HD: Anti-Aliasing; SMOOTHVISION HD: Anisotropic Filtering; Catalyst A.I.; Mipmap Detail Level e Wait for Vertical Refresh. O usuário poderá conseguir o equilíbrio adequado entre desempenho e qualidade da imagem. Não existe uma forma correta de configurar o Centro de Controle ATI, isto depende dos jogos que você pretende jogar e da potência da placa gráfica ATI. Explore bem essas funções e encontre as melhores configurações.

09. Ativar o Modo Gaming do Antivírus

Algumas das dicas que nós mencionamos acima, incluem encerrar processos e desinstalar programas para potencializar a execução de jogos. No entanto, alguns programas são realmente essenciais para o nosso PC. É o caso dos antivírus. Então, o que fazer com ele? Alguns antivírus deixam mais lentos o desempenho dos jogos devido a suas atividades em segundo plano. O usuário gamer deve escolher um software de segurança que ofereça um “Modo Jogo” para potencializar o desempenho do PC durante o jogo.

10. Manter o PC limpo

É importante manter o seu computador limpo. Tanto o software quanto o hardware. A velocidade do PC é afetada quando o disco rígido está cheio. O usuário deve se certificar de manter limpo o seu PC e eliminar os dados desnecessários que se acumulam no sistema. Alguns desses dados podem constituir-se de arquivos temporários de programas, pontos de restauração antigos do sistema, protocolos, relatórios de erros, etc… O TuneUp Utilities possui ferramentas bem simples e intuitivas para facilitar ainda mais o processo de eliminação desse “lixo” que se acumula no sistema operacional.
Além da limpeza do software, é importante também manter o seu PC limpo fisicamente. As placas, coolers, gabinete e todo o resto. Com o uso, a poeira e a umidade podem prejudicar os circuitos impressos da placa-mãe.
Os jogos responderão de uma melhor forma e serão mais rápidos se o disco rígido ou SSD tem suficiente espaço livre para o cache de dados temporais. E com o hardware limpinho, não haverá nenhum problema de superaquecimento ou crash screen. Veja alguns resultados divulgados pela TuneUp na execução de alguns jogos:

Conclusão

Sim, realmente não é fácil obter o máximo de desempenho da sua máquina em jogos. Mas se você realmente quer ter uma jogatina tranquila e se preocupar apenas com os chefões das fases, ponha em prática essas 10 dicas. O desempenho do seu computador melhorará não somente durante os jogos, mas em todas as outras tarefas que você fizer. Esta foi a nossa coluna Artigos desta semana. Essa coluna sempre trará textos mais detalhados e técnicos, pra uma leitura mais tranquila no final de semana. Espero que você tenha gostado.