The Technology a empresa (The Technology the company)

Aos que estão querendo montar seu PC ou comprar um Notebook a The Technology está com diversas promoções, tudo com 1 ano de garantia e nota fiscal. Quem quiser mais informações entre em contato com a empresa: Instagram: @the.technology WhatsApp: +5531999858373 To those who are looking to assemble their PC or buy a Notebook, The Technology has several promotions, all with 1 year warranty and invoice. Whoever wants more information contact the company: Instagram: @ the.technology WhatsApp: +5531999858373

SERIAL DE ATIVAÇÃO WINDOWS 10 TODOS (ACTIVATION SERIAL WINDOWS 10 ALL)

Está é a maior lista da internet de Serial, Chave e Key de instalação do Windows 10 (This is the Internet's largest list of Windows 10 Serial, Key and Key installation)

AutoCAD 2017 + Crack Completo em Português-BR

AutoCAD 2017 + Crack, Completo em Português-BR é o software mais utilizado no campo da engenharia, arquitetura e design de produtos, consagra-se como uma das ferramentas de desenho técnico mais completas e profissionais disponíveis no mercado.

SketchUp Pro 2017 + V-Ray + Crack – Português

SketchUp Pro 2017 foi desenvolvido para os estágios conceituais do projeto, com uma estrutura 3D muito fácil de aprender. Numa analogia, SketchUp Pro pode ser considerado “o lápis do desenho digital”.

SSD: conheça mitos e verdades do hardware e tire suas dúvidas

Com aumento na popularidade do SSD, alguns mitos sobre o componente de armazenamento acabaram se espalhando pela Internet, desinformando muitos e afastando possíveis novos usuários.

Como descobrir (hackear) senha de WIFI no Windows em minutos - WPA/WPA2/WPS

Deseja aproveitar a conexão Wi-Fi super rápida do seu vizinho? Se eles são espertos, provavelmente têm uma senha protegida (caso contrário, você não estaria lendo isso, estaria?).

As 5 principais novidades da atualização Redstone 5 do Windows 10

A próxima grande atualização do Windows 10 de codinome Redstone 5 está prevista para chegar entre os meses de setembro e outubro, com dezenas de novidades. Embora ainda haja tempo suficiente para a Microsoft criar novos recursos antes do seu lançamento final, a gigante da tecnologia já revelou alguns dos principais recursos liberados na nova build 17661 para o programa Windows Insiders no Ciclo Rápido/Fast Ring.

1. SwiftKey

O popular teclado disponível para Android, iPhones e iPads agora chega ao Windows 10. Lembrando que a Microsoft comprou o SwiftKey em 2016.

2. Novo Explorador de Arquivos

A Microsoft finalmente vai levar o “Dark Theme” para o Explorador de Arquivos no Windows 10. O gerenciador de arquivos estará disponível em temas escuros e claros, combinando com as configurações do seu PC.

3. Cloud Clipboard

Essa nova área de transferência na nuvem estará disponível em todos os PCs com Windows 10, e a Microsoft está usando o poder da nuvem para alimentar esse recurso, resultando em uma troca rápida e segura de informações entre os mais diversos dispositivos.

4. Novos recursos da barra de jogo

A barra de jogo, que foi redesenhada na atualização de abril, terá alguns novos recursos úteis, como controles de áudio integrados que permitem escolher o dispositivo de saída de áudio padrão ou controlar o volume de outros aplicativos no sistema, além de outras novidades.

5. Skype ganhará uma grande atualização

Essa grande atualização incluirá temas personalizáveis, um novo layout para seus contatos e a capacidade de configurar a chamada em grupo, arrastando as pessoas que você deseja ver na tela. A atualização também tornará mais fácil o compartilhamento de sua tela durante as chamadas.

Xiaomi Mi 8 Explorer surge com traseira translúcida em novas imagens oficiais

Ainda sem chegar ao mercado após o seu anúncio em maio deste ano, o Xiaomi Mi 8 Explorer Edition teve sua traseira translúcida mostrada em novas imagens oficiais para promover o modelo.
O principal destaque visual do smartphone é possuir um vidro transparente na sua parte posterior, com o objetivo de deixar expostos os componentes internos. Confira abaixo as fotos com mais detalhes sobre o design do aparelho:
Vale lembrar que o Mi 8 Explorer já havia se envolvido em polêmica, após uma informação de que os hardwares apresentados nas primeiras imagens não seriam reais. O argumento seria a falta de sentido na posição do processador e de outras peças, por causa da distância do chipset com processos de resfriamento.
O dispositivo virá equipado com uma tela Super AMOLED de 6,21 polegadas, chip Snapdragon 845, 8 GB de memória RAM e 128 GB de armazenamento interno. Ele ainda possuirá câmera traseira dupla de 12 MP (f/1.8) + 12 MP (f/2.4) e frontal de 20 MP (f/2.0).
O Mi 8 Explorer Edition ficará disponível primeiramente na loja oficial da Xiaomi a partir da próxima segunda-feira, dia 30 de julho. Ele custará 3.699 Yuan (~R$ 2.038, na conversão direta).

Xiaomi Mi 8 Explorer
74.8 x 154.9 x 7.6 mm
6.21 polegadas - 2248x1080 px
  • Tela de 6,21 polegadas com tecnologia Super AMOLED
  • Resolução Full HD+ (2248x1080 pixels)
  • 8 GB de memória RAM
  • 128 GB de armazenamento interno
  • Chipset Qualcomm Snapdragon 845 com CPU
  • Oito núcleos de processamento Kryo com clock de até 2,8 GHz
  • GPU Adreno 630
  • Câmera traseira dupla de 12 MP (f/1.8) + 12 MP (f/2.4), com inteligência artificial
  • Câmera frontal de 20 MP (f/2.0)
  • Dual GPS
  • Leitor biométrico sob a tela
  • Reconhecimento facial 3D (Face ID)
  • Bateria com capacidade de 3.400 mAh
  • Android 8.1 Oreo sob a interface proprietária MIUI

CEO da NVIDIA se pronuncia sobre as novas placas GeForce (Mais noticias sobre a 1180)

Alguns jornalistas aproveitaram a presença do CEO da NVIDIA, que estava participando de uma mesa-redonda no evento, para perguntar sobre as previsões de lançamentos da marca.

A longa espera dos usuários deve continuar

Uma nova geração de GPUs é aguardada há bastante tempo pelos usuários; havia esperanças de que um modelo GTX 1170 ou 1180 desse as caras no mercado ainda em 2018.
Mas, conforme as palavras do próprio Jensen Huang, CEO à frente da marca, o lançamento não deve acontecer tão cedo.
Os usuários chegaram a acreditar no contrário, pois o preço dos modelos sofreu grande variação em pouco tempo — o que poderia ser um sinal de liberação de estoque e, consequentemente, surgimento de novos equipamentos.

Os motivos por trás do hiato da NVIDIA

O CEO explica, no entanto, que a variação do valor de mercado das placas foi definida pelo advento das criptomoedas; os preços se elevaram por causa da procura intensa de GPUs para mineração. A explosão da moeda digital acabou desvalorizando as GeForce, quando se percebeu que a atividade não é rentável.
A falta de novidades no mercado impressiona os usuários — e não é de se surpreender. Em meados de 2006, a marca mantinha um ritmo constante de lançamentos de modelos a cada 6 meses.
Jensen Huang não afirmou com certeza quando devem sair os novos GPUs GeForce da NVIDIA, mas incentivou as pessoas a retomarem o uso dos aparelhos eficientes, agora que eles se encontram com preços mais atrativos. 

Aprenda a instalar o Amazon Alexa em qualquer computador com Windows 10

Apesar do Amazon Alexa ser um aplicativo limitado exclusivamente para computadores vendidos pela HP, Lenovo e Acer, porém, existem algumas ressalvas, então é possível dar uma espiada no que o Alexa pode fazer por você em qualquer lugar, de maneira que é possível saber se você realmente vai gostar ou não. E com esse tutorial é possível fazer a instalação do app em qualquer PC com Windows 10.
Atualmente, o Amazon Alexa é está em um único arquivo executável com 134 MB de tamanho. Porém, não se sabe ao certo se o aplicativo será atualizado automaticamente ou se um novo instalador será fornecido posteriormente. Confira o passo a passo:
1. Descarregue Amazon Alexa para PC
2. Instale o aplicativo e siga os prompts
3. Inicie o aplicativo no menu Iniciar
4. Faça o login usando sua conta da Amazon
5. Altere o idioma do sistema
6. Se preferir, ative a opção “Iniciar o aplicativo ao fazer login neste computador”, nas configurações do Alexa para o recurso de início automático
Caso deseje deixar o app Alexa exposto na barra de tarefas do Windows 10, basta ir em “Configurações do Windows”, em seguida clicar em “Personalização”, depois em “Barra de Tarefas”, e por fim, selecione os ícones que aparecem na barra de tarefas e ative o Alexa - que estará desativado por padrão.
Vale dizer que todo o aplicativo funciona exatamente como a Amazon planejou para os usuários de PC, por exemplo, lista de coisas para fazer, lista de compras, responder questionamentos, contar piadas, ouvir música, etc. Entretanto, a menos que o seu computador tenha o suporte oficial e que você tenha um firmware personalizado para o Alexa, o recurso para o Wake Word, que permite chamar o Alexa via voz, não funcionará. Ou seja, para usar o Alexa no PC você precisa pressionar o botão azul do Alexa no aplicativo manualmente.

Para que serve inteligência artificial?

A sofisticação das ferramentas digitais e a enorme quantidade de informações às quais se tem acesso atualmente foram responsáveis por popularizar a expressão "inteligência artificial" (IA). Para muitos, porém, ainda não está claro o que IA realmente significativa e quais são as possibilidades que se abrem quando o recurso passa a ser utilizado em larga escala.
De início, IA pode ser definida como a capacidade de uma máquina reconhecer elementos como imagens, palavras e fala. Acontece que os avanços tecnológicos permitiram alcançar um grau de desenvolvimento tão elevado que o outro lado da IA é a possibilidade de que uma máquina aprenda e passe a raciocinar de formas muito similares às das pessoas.
Um teclado.
Mas, se a IA permite que as máquinas aprendam diversos processos, como os mencionados acima, não é exatamente uma novidade, correto? Em parte, sim. Já faz algum tempo que o recurso está disponível, mas o campo tem crescido significativamente nos últimos anos. Isso se deve a três fatores que estão acontecendo ao mesmo tempo: a potência massiva de computação da nuvem, a disponibilidade de enormes conjuntos de dados que podem ser usados para treinar sistemas de IA e as inovações no desenvolvimento de algoritmos e métodos de IA.
A essa altura, já deve ter dado para perceber que as possibilidades oferecidas pela IA são inúmeras. Nesse sentido, a Microsoft leva vantagem em cada um dos fatores que resultaram na disseminação da IA nos últimos anos, presentes em diversos produtos da empresa. Com o Azure, ela aproveita o imenso poder de computação da nuvem para armazenar, processar e analisar grandes conjuntos de dados que são usados para treinar sistemas de IA.
Já os gráficos de dados de serviços como Bing, Office e LinkedIn ajudam a desenvolver e treinar sistemas de IA. Por fim, a Microsoft implementa diversas inovações em IA através de sua rede mundial de laboratórios de pesquisa, trazendo novidades em áreas desde o reconhecimento de fala até tratamentos de saúde.
Um gráfico.

Quais vantagens a IA pode gerar para as pessoas?

Uma das principais possibilidades oferecidas pela IA é poupar o tempo das pessoas e liberá-las para trabalhos mais interessantes, ajudando com tarefas como manter o controle de compromissos ou com a automatização de alguns processos para rastrear bugs em softwares.
À medida que os sistemas de IA se tornarem mais sofisticados, a tendência é que a tecnologia também seja fundamentalmente mais útil e intuitiva. Atualmente, ainda estamos nos estágios iniciais de compreender o que os sistemas de IA serão capazes de fazer. Por enquanto, eles são muito bons em realizar certas atividades, como reconhecer fotos ou palavras, mas não se comparam sequer à capacidade de um bebê no que diz respeito a entender o mundo ao seu redor com uma combinação de sentidos como o tato, a visão, a audição e o olfato.
A grande diferença da IA para o cenário em que ela não é utilizada é que a tecnologia pode aprender a se adaptar a como as pessoas querem trabalhar e viver. Em vez de digitar um email no telefone, por exemplo, é possível ditá-lo usando o reconhecimento de fala. Com a IA, pessoas cegas ou com visão fraca podem usar tecnologia capacitada por IA para obter uma explicação detalhada do mundo ao seu redor.
Os sistemas de IA podem traduzir conversas em tempo real, permitindo que as pessoas superem barreiras linguísticas facilmente. Em suma, sistemas que usam IA podem entender melhor, prever e responder às necessidades das pessoas. Isso ajuda a abordar problemas que não poderiam ser resolvidos antes, além de liberar tempo para que o usuário desempenhe tarefas mais complexas.
Um celular.

Como utilizar as ferramentas de IA disponíveis atualmente?

A Microsoft tem utilizado IA para tudo, oferecendo recursos muito avançados no que diz respeito à qualidade de seus serviços. A empresa combate golpes de suporte técnico por meio de IA, mas também a usa para ajudar os usuários a criar apresentações melhores no PowerPoint.
A IA ainda está presente no Microsoft Translator, que lança mão de uma técnica chamada de aprendizado profundo para oferecer traduções mais fluentes e que soem mais naturais. Já no Bing, a IA apresenta respostas diretas para determinadas consultas e pode até, em alguns casos, resumir duas perspectivas diferentes sobre um tópico controverso.
Outras aplicações da IA por parte da Microsoft estão diretamente atreladas à preocupação quanto a preservar o meio ambiente. Parte da iniciativa AI for Good, pertencente à empresa, emprega a tecnologia para descobrir como cultivar mais alimentos utilizando menos recursos naturais. Já para quem estiver interessado em incorporar a IA a seus produtos, a Microsoft oferece ferramentas como Cognitive Services e Azure Bot Service.
Um computador.

Há riscos na utilização de IA?

A Microsoft defende que é essencial desenvolver e adotar princípios claros para guiar as pessoas construindo, usando e aplicando sistemas de IA. Tais princípios deveriam, entre outras coisas, garantir que os sistemas de IA sejam justos, confiáveis, seguros, privados, protegidos, inclusivos, transparentes e responsabilizáveis. A empresa também acredita que as equipes de pessoas encarregadas por projetar os sistemas de IA devem refletir a diversidade do mundo atual.A abordagem da Microsoft à IA é baseada na missão da empresa de ajudar todas as pessoas e organizações do planeta a realizar mais. Assim, ela considera que os avanços em IA mais resolverão desafios do que os criarão.

Por que diabos as placas-mãe de computadores ainda precisam de pilhas?

Os computadores evoluíram muito nos últimos anos. É difícil imaginar que há apenas algumas décadas tínhamos PCs que ocupavam o andar inteiro de um prédio. Hoje, essas máquinas estão muito mais poderosas e compactas, sendo que um smartphone convencional – que cabe na palma da mão – é infinitamente mais potente que um computador daquela época.
Mas se eles passaram por uma evolução tão grande, por que ainda precisamos usar aquelas pequenas pilhas nas placas-mãe dos PCs? Afinal, as máquinas – especialmente os desktops – não ficam a maior parte do tempo conectadas a uma rede elétrica?
Por que ainda usamos uma pilha na placa-mãe?

Para que serve aquela pilha?

Ao contrário do que muitos podem imaginar, a pilha que está na placa-mãe não serve para fornecer energia para o computador enquanto ele está em funcionamento. Aquela bateria, na verdade, é usada para alimentar dois pequenos componentes muito importantes para o PC: o semicondutor complementar de óxido metálico, mais conhecido pela sigla em inglês CMOS, e o relógio de tempo real.

CMOS

Em sistemas antigos, esse chip tinha como função primária armazenar parâmetros sobre a inicialização da máquina. Assim como a memória RAM, ele é volátil, o que significa que seu conteúdo é perdido caso a alimentação elétrica seja interrompida. Hoje, essas informações são armazenadas em memória flash – ou seja, permanente –, o que dispensa a necessidade de alimentação constante para manter os dados.
A bateria alimenta o CMOS, ou semicondutor complementar de óxido metálico.

Relógio de tempo real

Porém, como já mencionamos, a pilha da placa-mãe também tem a função essencial de alimentar o relógio de tempo real. Esse mecanismo – um simples relógio digital – é o que faz com que a máquina saiba qual é a hora mesmo quando o computador não está conectado à tomada.
Sem essa pilha, o seu computador teria a data e a hora reiniciadas todas as vezes que você o ligasse. Pense nela como se fosse a bateria de carro: quando ela é desconectada, o seu rádio perde todas as informações de hora que você havia configurado.
Bateria da placa-mãe.

Mas por que o CMOS precisa da bateria?

Se hoje as informações de boot são armazenadas em uma memória permanente, por que antes precisávamos guardar esses dados no CMOS, uma memória volátil? O motivo é simples: para permitir ao usuário zerar as informações de inicialização caso seja necessário.
Já que a remoção da bateria “limpa” o CMOS, essa era encarada como uma solução caso a inicialização estivesse apresentando algum problema. O inconveniente era ter que reiniciar o relógio também – já que a pilha alimenta o relógio de tempo real –, o que poderia ser facilmente contornado com um novo ajuste na hora quando o sistema finalmente se iniciasse.
No final das contas, a bateria ainda é muito importante em um computador.
.....
Portanto, na próxima vez que você olhar a bateria da sua placa-mãe, saiba que ela tem um papel muito importante para a sua máquina: manter o relógio em tempo real alimentado e com a hora correta. 

Por que existem pilhas na placa-mãe?

Você sabia que existe uma pilha na sua placa-mãe? Mas diferentemente do que acontece com as pilhas de eletroeletrônicos, as baterias de computadores não possuem a função de alimentar os componentes com energia elétrica.  O que ela faz é manter os dados salvos na memória volátil, nos momentos em que a máquina estiver desligada.
Memória volátil? Isso mesmo, as placas mais antigas armazenavam diversas informações em dispositivos Flash-ROM, que necessitam de constante alimentação de energia para que as informações não fossem perdidas. De maneira parecida com o que acontecia com as fitas de Super Nintendo, quando a bateria deixa de funcionar, os dados salvos eram perdidos.
Bateria de lítio
Há também muitos relatos de usuários que perderam todas as configurações da BIOS ao deixar que as pilhas se esgotassem. Mas esse tipo de problema já não ocorre hoje em dia, pois as placas-mãe deixaram de utilizar as baterias para manter a carga dos dados. Então as pilhas não existem mais? Errado, elas existem, mas com outra função.

As pilhas nos computadores atuais

Com as mudanças que ocorreram na estrutura das placas-mãe, a memória utilizada para salvar os dados de inicialização e BIOS deixou de ser volátil. Assim, as informações já não seriam mais perdidas, mesmo que houvesse falhas na alimentação de energia. As baterias passaram, então, a ser parte integrante do sistema RTC (Real Time Clock ou relógio em tempo real, em português).
Dessa forma, a bateria de lítio acoplada à placa-mãe passa a ser responsável apenas pela manutenção da energia elétrica do relógio interno. Logo, caso a pilha seja descarregada, o computador não sofre grandes perdas de dados.

Problemas frequentes

Caso um dia você ligue seu computador e perceba que o relógio está atrasado para o exato momento em que você desligou a máquina anteriormente, não se assuste. Corrigir esse tipo de problema faz parte da manutenção mais simples de um PC, pois tudo o que precisa ser feito é a troca da bateria de lítio.
Mesmo que seja necessário pedir para que um técnico de informática resolva o problema para você, dificilmente ele cobrará mais do que 50 reais pelo serviço, visto que uma pilha de 3 volts para placas-mãe não chega a custar mais do que 10 reais. Já possuindo conhecimentos em manutenção, basta abrir a máquina e trocar a pilha. Feito com calma, o processo completo não dura mais do que 10 minutos.
.....
Deixamos claro que as baterias não possuem função de armazenar dados, mas sim de fornecer energia elétrica para os componentes de armazenamento, se, e somente se, a máquina estiver desligada.

Logitech G910 Orion Spark



O G910 é o teclado top de linha que a Logitech oferece, e faz isso com perfeição. Para quem é gamer é uma excelente pedida, mas vale a pena?

Já faz algum tempo (coisa de 10 anos), que eu utilizo um bom e ainda inteiro Logitech G15. Não sou usuário gamer, mas utilizo com muita frequência, todos os recursos que ele oferece. Mas agora que tenho um mouse novo, senti que está na hora de trocar o teclado também. O G15 vai para o note, e o G910 vai ocupar o seu lugar, como teclado do desktop.
O G910 é um teclado top de linha, e isso não se discute. Os recursos igualmente o destacam nessa linha, e a qualidade do equipamento só confirma, aliado ao acabamento que a Logitech nos proporcionou sempre.

DESIGN

O G910 tem um design interessante. Particularmente, prefiro designs mais sóbrios, o que ele até tem, mas como possui alguns vincos e detalhes um pouco orgânicos, ele foge um pouco desse aspecto sóbrio. Mas não estraga o visual dele, visto que a finalidade dele é para os gamers.
As teclas do G910, aparentam ser altas, e por isso faz parecer que precisa de um pouco de força de digitar, mas a verdade é completamente o inverso.
A distribuição das teclas configuráveis são basicamente as mesmas. Para quem não está acostumado com essas teclas a mais, pode ser meio chato e incomodo no início se acostumar, já que temos aquela sensação de as teclas externas são sempre a linha entre o ESC e o CTRL. Mas para quem ja está acostumado, o local já é adequado e de rápido acesso. Vale lembrar que elas não vem configuradas. O Usuário precisa configurar cada uma. Elas podem abrir aplicativos, criar comandos para jogos, ou uma configuração de teclas para digitar um texto já pré definido (particularmente a tecla G5 e G6 do Logitech G15, eu as configurei para ser o “ª” e o “°”).
Agora uma coisa que pode incomodar são as teclas programáveis em cima do F1, F2, F3 e F4 para alguns usuários que usam essas teclas com frequência.
Uma coisa que eu não achei muito positiva, foi a escolha do tamanho das teclas de memória que são bem pequenas, e dedos maiores podem se incomodar em acertar a tecla correta.
Outra coisa que senti falta que o G15 (e o G19) tinham, era uma tela incorporada ao corpo do teclado. Agora ele não possui mais a tela, deixando isso a cargo do seu smartphone. Eu usava sempre o recurso de ver o status do PC (uso de processamento e de memória RAM)), e agora preciso usar meu smartphone para isso. Como meu celular não serve só pra isso, ele fica intercalando entre os apps, mas ao menos os gráficos são melhores e maiores. Fica a dica que dependendo da capinha do seu celular, ele pode ficar meio apertado no ARX DOCK do G910.
Um ponto aqui um pouco estranho para mim, é a adoção de uma fonte diferente nas teclas do G910. Elas são mais gordinhas com um aspecto realmente mais gamer. Não compromete a leitura do teclado, mas é estranho.
 G910_03

RECURSOS

o teclado Logitech G910 oferece 27 teclas programáveis (da G1 a G9 vão os comandos e da M1 a M3, vão alocar as configurações). A MR é para criar Macros quando precisar, mas não os salva. Eu não tenho noção, se 27 teclas programáveis é muito ou pouco, mas ao meu ver, pode ser um pouco de exagero. Mas nunca se sabe quem está jogando não é mesmo?
Aliado a isso, o G910 oferece retro iluminação individual. Ou seja, cada tecla, tem um LED que pode mostrar 16,8 milhões de cores. É muita cor, considerando que o G15 só apresenta o âmbar em meia força e normal.
O teclado do G910 é mecânico, o que significa que é a princípio meio estranho se adaptar ao novo digitar.
Como falado antes, como as teclas dão a impressão de estarem mais altas que o normal, a gente acha que tem que se esforçar mais em digitar, mas a verdade é bem contrária. As teclas são firmes, leves e digitar continua sendo algo bem tranquilo.
Ainda nas teclas, elas tem um desenho interessante, e aqui vou colocar dois pontos de vista sobre elas.
A primeira, é que as teclas tem um desenho mais fundo no centro com abas extrudadas nas suas laterais. Nossos dedos estranham isso logo no início, mas com o tempo se acostuma, e é até uma característica boa, pois se tem certeza que você está digitando uma tecla somente.
 G910_00

DIGITANDO

Aqui o G910 impressiona, como já era de se esperar. É simples, leve, firme (as teclas maiores como a do espaço, se pressionadas em um canto, desce toda alinhada o que nos da uma confiança maior).
A escolha das cores para os LEDs do G910, são praticamente infinitas, mas cuidado para não criar um carnaval de cores no teclado e se embaralhar na hora de digitar.
As teclas com seu design diferente podem agradar ou incomodar, mas no geral acho que o resultado desse novo design é positivo.

CONCLUSÃO

O G910 é realmente uma obra de arte da Logitech. Particularmente não consigo achar defeitos no seu design que me fariam escolher outro teclado. Porém, as teclas de memória poderiam ser maiores, senti falta de um visor incorporado no teclado, como meu bom G15 tem.
O preço não deve ser considerado um ponto negativo, pois a concorrência tem teclados até mais caros. Mas claro, que o preço dele, restringe muito o seu público alvo.
Mas para quem tem grana, quer ter um dos melhores teclados do mercado, com a qualidade de uma empresa de respeito, o Logitech G910 é para essa pessoa.

AMD vs Intel - Quais os melhores processadores do mercado?

Se está buscando um novo notebook ou desktop, muito provavelmente está em dúvida sobre qual processador escolher. De fato, tanto um como o outro são excelentes, sendo os melhores processadores do mercado. Por isso vamos fazer uma análise de ambos nesse artigo sobre AMD vs Intel. Está curioso? Siga lendo! 

Os processadores Intel são os mais famosos do mercado, mas nos últimos tempos tem aparecido cada vez mais o AMD como primeira escolha dos consumidores. No entanto, para saber qual o vencedor do “duelo” AMD vs Intel, é preciso saber quais são as diferenças entre eles. Vejamos! 

AMD Vs Intel – Diferenças



Para conseguirmos ter uma melhor ideia das diferenças entre AMD e Intel, façamos uma análise individual de cada tipo de processador. 

Intel

Mais de 80% dos processadores de CPUs a nível mundial são Intel. Isto acontece porque, via de regra, os processadores da Intel têm uma melhor performance em alguns dos aspectos mais importantes. Os núcleos dos chipsets são muito mais rápidos e eficientes do que os da AMD, embora este último tenha um maior número de chipsets. 

Apesar do chipset da Intel ser um Quad-core de 4GHz, consegue ter uma maior performance que o da AMD, que já é um Octa-core de 4,7 GHz. Esta vantagem da Intel se deve, principalmente, ao grande investimento no desenvolvimento da arquitetura de seus chips. Estes processadores também são bem flexíveis no que toca a compatibilidades com uma grande diversidade de placa-mãe. Essa é outra das grandes vantagens da Intel para os fabricantes de PC. 
AMD vs Intel - Quais os melhores processadores do mercado


No entanto, nem tudo corre bem nos processadores Intel. A grande desvantagem desse processador é o seu custo. Os processadores de maior desempenho são bem mais caros do que os AMD de especificações idênticas. 

Top 5 Processadores:


  • Intel core i7 8700K
  • Intel Core i5 8600K
  • Intel Core i5 8400
  • Intel Core i3 8350K
  • Intel Core i3 8100


AMD

A maior vantagem dos processadores AMD é que eles são bem mais baratos que os da Intel. O fato de eles serem mais baratos não quer dizer, obrigatoriamente, que têm um desempenho ruim. Até pode ser que não sejam tão bons quanto aos concorrentes da Intel, mas podem funcionar perfeitamente para as necessidades de uma grande parte dos usuários. 


Ainda mais, quando comparamos os processadores em faixa de preço, podemos ver que, em certos casos, os da AMD são bem melhores. Por exemplo, o AMD Athlon X4 tem o mesmo preço que o Intel Pentium, e o da AMD tem um melhor desempenho que o da Intel. Aqui, no “duelo” AMD vs Intel, a AMD ganha! 

A placa de vídeo também ganha entre AMD vs Intel. Para os jogos, mesmo aqueles mais básicos, as placas de vídeo da AMD têm um melhor desempenho que as da Intel. 

No entanto, os processadores AMD se mostram fracos quanto à sua eficiência energética. Consomem mais energia que seus concorrentes, e aquecem com maior frequência. 

Top 5 Processadores:


  • AMD Ryzen 7 1800X
  • AMD Ryzen 7 1700
  • AMD Ryzen 5 1600 X
  • AMD Ryzen 5 1600
  • AMD Ryzen 3 1300 X

AMD vs Intel: Review



Tanto um como o outro têm vantagens e desvantagens. Por isso é complicado dar uma resposta direta à questão “Qual o melhor processador”. A questão se prende à utilização que o usuário dá, e quais as suas necessidades. 

Se é verdade que os processadores da Intel são mais rápido e eficientes, a AMD apresenta processadores com melhores GPUs, e com um melhor custo. Por isso, quando estiver entre AMD vs Intel, talvez seja benéfico avaliar qual o uso dará ao seu computador para escolher as características que melhor se adaptam a você.

PASTAS OCULTAS DO WINDOWS

WINDOWS 7
Digite na caixa de pesquisa, painel de controle > aparência e personalização


Selecione opções de pasta e selecione a guia exibir ou modo de exibição, Em configuraçoes avançadas, selecione mostrar arquivos, pastas e unidades ocultas e OK


WINDOWS 10
Só clicar no item exibir depois marcar a caixa itens ocultos