Mais poder gráfico: Nvidia anuncia GeForce RTX 2080 e RTX 2080 Ti

Na semana passada, a Nvidia apresentou as primeiras placas de vídeo da nova linha Quadro RTX. Elas são poderosíssimas, mas voltadas a atividades profissionais. Isso não quer dizer, porém, que a companhia adiou as novidades para o público gamer: nesta segunda-feira (20), a Nvidia revelou as esperadas GPUs GeForce RTX 2080 e GeForce RTX 2080 Ti.
GeForce RTX 2080 Ti
GeForce RTX 2080 Ti
O anúncio foi feito por Jensen Huang, CEO da Nvidia, na Gamescom, evento europeu sobre games cuja edição 2018 está sendo realizada nesta semana. As duas novas placas de vídeo passam a ser as opções mais avançadas da Nvidia para o segmento, substituindo os modelos GeForce GTX 1080 e GeForce GTX 1080 Ti, consequentemente.
Reparou que o termo “RTX” entrou no lugar de “GTX”? Trata-se de uma referência à nova abordagem da Nvidia: assim como as placas RTX Quadro anunciadas na semana passada, tanto a GeForce RTX 2080 quanto a RTX 2080 Ti dão ênfase nas técnicas de ray tracing (ou traçado de raios) para gerar gráficos mais realistas.
Até certo ponto, técnicas de ray tracing nos “imitam”. Enxergamos o mundo por meio de raios luminosos oriundos de fontes de luz que chegam aos objetos e os refletem de acordo com as suas propriedades. Quando esses raios alcançam os nossos olhos, percebemos a imagens.
GeForce RTX 2080 Ti
GeForce RTX 2080 Ti
O ray tracing segue o mesmo princípio, com a diferença de que a fonte de luz parte da posição do observador. Milhões ou bilhões de linhas são disparadas na cena e, quando elas atingem o objeto, as propriedades deste são checadas junto a características do ambiente, como outras fontes de luz e áreas de sombra. As cores dos pixels em cada momento são estabelecidas a partir dessas informações.

GeForce RTX 2080 e GeForce RTX 2080 Ti: ficha técnica

As duas novas GPUs são baseadas na arquitetura Turing, que tem entre as suas várias características suporte a memórias GDDR6, aos núcleos tensor (para aprendizagem de máquina) e, em especial, ao RT Core: trata-se de um componente que a Nvidia desenvolveu especificamente para lidar com ray tracing.
O próprio Huang ressaltou que a ideia é oferecer uma solução híbrida, ou seja, usar todos esses componentes para combinar rasterização convencional com ray tracing.
Nvidia Turing: solução híbrida
Como o nome indica, a GeForce RTX 2080 Ti é a placa mais poderosa da dupla. Ela traz as seguintes especificações e alcança até 14 teraflops em precisão única (FP32):
  • 4.352 núcleos CUDA;
  • Frequência de 1.350 MHz (1.545 MHz em boost);
  • 272 TMUs (unidades para texturas);
  • 88 ROPs (unidades para renderização);
  • 11 GB de memória GDDR6;
  • Interface de memória de 352 bits;
  • Largura de banda de 616 GB/s (gigabytes por segundo);
  • TDP de 250 W.
Já a GeForce RTX 2080 “normal” conta com estas características e atinge até 10,5 teraflops em precisão única:
  • 2.944 núcleos CUDA;
  • Frequência de 1.515 MHz (1.710 MHz em boost);
  • 184 TMUs (unidades para texturas);
  • 64 ROPs (unidades para renderização);
  • 8 GB de memória GDDR6;
  • Interface de memória de 256 bits;
  • Largura de banda de 448 GB/s;
  • TDP de 215 W.
A GeForce RTX 2080 Ti vai contar com uma versão Founders Edition (modelo de referência desenvolvido integralmente pela Nvidia) que promete boost de até 1.635 MHz. O mesmo vale para a GeForce RTX 2080. Neste caso, o boost é de 1.800 MHz.
GeForce RTX 2080
GeForce RTX 2080
Em comum, ambas as GPUs suportam padrões como PCI Express 3.0, VirtualLink (para conexão de dispositivos de realidade virtual) e NVLink 2-Way (interface para interconexão de GPUs).

Preços e datas de lançamento

De acordo com a Nvidia, as duas placas serão lançadas oficialmente em 20 de setembro, mas a pré-venda já começou. Nos Estados Unidos, os preços oficiais são os seguintes: US$ 699 para a RTX 2080 ou US$ 799 para o modelo Founders Edition; US$ 999 para a RTX 2080 Ti ou US$ 1.199 para a versão Founders Edition.
A Nvidia também vai lançar a GeForce RTX 2070. O preço oficial é de US$ 499 ou US$ 599 para a opção Founders Edition.
Vale destacar que marcas como Asus, EVGA, Gigabyte e MSI já confirmaram lançamentos de placas baseadas nas novas GPUs.
No Brasil, lojas como Kabum, Pichau e Terabyte vão disponibilizar as novas placas em breve, no entanto, ainda não revelaram preços.