Titan RTX, o mais novo monstro da NVIDIA

Nvidia Titan RTX

Nada vai impedir que essa placa seja usada em um PC gamer poderoso. No entanto, em vez de jogos, o foco do modelo recai sobre aplicações profissionais, especialmente aquelas que lidam com processamento para inteligência artificial. Não é à toa que a Titan RTX foi anunciada durante a edição 2018 da NeurIPS, conferência que discute redes neurais.
Apesar disso, é impossível não reparar que, nas especificações técnicas, a Nvidia Titan RTX é apenas pouca coisa superior que a GeForce RTX 2080 Ti (com exceção para a quantidade de memória, mais de duas vezes maior). Abaixo estão as fichas técnicas de ambas para que você possa compará-las.
GeForce RTX 2080 Ti:
  • 4.352 núcleos CUDA;
  • Frequência de 1.350 MHz (1.545 MHz em boost);
  • Núcleos Tensor: 544;
  • 11 GB de memória GDDR6;
  • Interface de memória de 352 bits;
  • Largura de banda de 616 GB/s (gigabytes por segundo);
  • TDP de 250 W.
Titan RTX:
  • 4.608 núcleos CUDA;
  • Frequência de 1.350 MHz (1.770 MHz em boost);
  • Núcleos Tensor: 576;
  • 24 GB de memória GDDR6;
  • Interface de memória de 384 bits;
  • Largura de banda de 672 GB/s;
  • TDP de 280 W.
As semelhanças nas especificações não são mera coincidência. As duas placas têm como base o chip TU102 que, por sua vez, segue a arquitetura Nvidia Turing. O principal elemento dela é o RT Core (são 72 RT Cores na Titan RTX), componente que lida com ray tracing (traçado de raios), ou seja, trabalha com uma técnica que imita raios de luz do “mundo real” para gerar gráficos.Nvidia Titan RTX