HD ou SSD? Conheça os benefícios de usar as memórias de última geração

Se já faz um tempinho que você não troca de computador ou notebook, provavelmente ainda usa o “bom e velho” HD para armazenar seus arquivos. Da mesma forma, você também já deve saber que a geração que sucede essa tecnologia é o SSD. Mas qual é a real diferença prática entre esses tipos de memória? A resposta é mais simples do que parece, e está no modo em que os dados são gerenciados.

Do Hard Drive ao Solid State

ssd hdd
HD, ou HDD (Hard Drive Disk), armazena e acessa as informações por meio de um braço mecânico altamente preciso, o qual segura um pequeno ímã que faz a leitura ou gravação de dados ao magnetizar um disco metálico.
Já o SSD ganhou o nome de Solid State Drive – ou drive de estado sólido – por não contar com nenhuma parte móvel. Em vez disso, um grupo de chips faz todo o trabalho pesado de guardar os arquivos. Pense nele como um pendrive ultrarrápido e com mais espaço para imagens, vídeos, documentos e até mesmo o próprio sistema operacional.

Tamanho x Velocidade

Hoje em dia tudo está na nuvem. Serviços online usam a internet para levar músicas (Spotify, Apple Music, Deezer, etc) e vídeos (YouTube, Netflix, Amazon Prime, etc) ao seu computador ou notebook, sem precisar salvar conteúdos inteiros na memória. Na verdade, até jogos exigentes já estão sendo rodados via streaming. Contudo, para abrir tais aplicativos é preciso fazer a instalação em algum lugar “físico”. É aí que entra o HD ou SSD.
HDDOs primeiros HDDs eram enormes.
Os Hard Drives estão no comércio desde 1957, muito mais tempo do que os SSDs. Apesar de serem mais baratos e contarem com espaços maiores, gastam mais energia e perdem em velocidade. E quando falamos que essa tecnologia fica para trás não apenas em rapidez, eis o que realmente queremos dizer:

SSD

  • Leitura: mais de 200 MB/s, podendo ultrapassar 500 MB/s
  • Tempo para ligar o sistema operacional: de 10 a 13 segundos, em média
  •  Gasto de energia: entre 2 e 3 watts

HDD

  • Leitura: 128 MB/s, em média
  • Tempo para ligar o sistema operacional: de 30 a 40 segundos, em média
  • Gasto de energia: entre 6 e 7 watts
Em uma era onde a maioria do entretenimento digital pode ser consumido em plataformas de streaming, ter vários gigabytes livres deixou de ser necessário. Isso abriu as portas para os SSDs dominarem o mercado, já que são menores em capacidade, porém muito mais rápidos. E como já diz o famoso ditado, tempo é dinheiro.