SSD: conheça mitos e verdades do hardware e tire suas dúvidas

Com aumento na popularidade do SSD, alguns mitos sobre o componente de armazenamento acabaram se espalhando pela Internet, desinformando muitos e afastando possíveis novos usuários.Pensando nisso, resolvemos ir atrás de alguns mitos e fatos sobre a unidade de estado sólido para tentar confirmar o que é verdadeiro e o que é apenas “conversa de Internet”. Dessa forma, você pode tomar uma decisão mais confiante na hora de fazer um upgrade no seu computador 
Verdades sobre o SSD
“O preço ainda é muito alto”
A SanDisk é uma das marcas mais conhecidas de SSDs no mercado (Foto: Divulgação/SamDisk)

Um dos pontos que sempre é levantado quando o assunto são SSDs é o seu preço. De fato, esses componentes apresentam um valor bem acima do HDD, principalmente se considerarmos a sua capacidade de armazenamento. Enquanto um SSD de 120 GB pode ser encontrado por um valor aproximado de R$ 250, no mesmo preço, você pode encontrar um HDD de 1 TB.
Só que o desempenho do SSD é muito maior que o de um HDD, além de ser mais resistente, o que acaba compensando o valor. Levando em consideração que a indicação de uso de um SSD é para a instalação do sistema operacional e aplicativos que você use com frequência, até mesmo um componente de 64 GB se mostra um ótimo negócio. Com o avanço tecnológico desse tipo de equipamento, o preço dos SSD só tende a cair com o passar do tempo.
“SSDs são mais seguros e resistentes que HDDs”
A maneira como os SSDs são feitos permite que ele já tenha uma resistência maior que HDDs por padrão. Isso porque SSDs não contam com partes mecânicas, o que elimina qualquer eventual problema causado por golpes e vibrações no seu computador. Dessa forma, SSDs se tornam ainda mais indicados para notebooks.
O SSD da WD melhora velocidade de computador com baixo consumo de energia (Foto: Divulgação/WD)

Mesmo assim, é importante ressaltar que, mesmo sendo mais resistente, SSDs não são indestrutíveis. Caso você molhe seu SSD, a chance de você perder o seu componente é muito grande, enquanto HDDs ainda podem ser recuperados ou sequer apresentar problemas se isso acontecer.
“SSDs são mais rápidos”
Esse é um fato que serve como um dos maiores trunfos do SSD. Um HDD comum consegue providenciar 80 IOPS (Input/Output Per Second, medida de entrada e saída de dados em um dispositivo de armazenamento) em uma velocidade de 7.200 RPM. Um HDD mais rápido, de 15 mil RPM pode alcançar a marca de até 180 IOPS.
Já um SSD de célula única pode alcançar entre 5 mil e 10 mil IOPS, por não depender de rotações de disco para operar. Isso significa uma resposta muito mais rápida durante o acesso de dados.
Mitos sobre SSD
“SSDs duram para sempre”
Nada dura para sempre. Mesmo com essa dura realidade jogada por aqui e dessa forma, isso se aplica muito bem aos SSD, que por serem mais resistentes, levaram a fama de serem eternos.
Tomar alguns cuidados com seu SSD é imprescindível para garantir sua longevidade (Foto: Divulgação/Samsung)
De acordo com fabricantes, o SSD tem um tempo de vida útil de aproximadamente 10 anos. Isso pode variar de acordo com a marca do componente e da maneira como ele é utilizado, sempre sendo interessante manter entre 10 e 15% de armazenamento livre para que ele não precise operar lotado, forçando mais o seu sistema.
“Dados apagados de um SSD não podem ser recuperados”
Quando um arquivo é excluído em um SSD, o sistema não escreve outro dado por cima dele, seguindo com seu uso. Nesse tipo de armazenamento, o arquivo é apagado permanentemente, o que pode ser um problema, mas existem algumas brechas na maneira como SSDs operam que permitem uma possível recuperação de dados.
O comando TRIM, que realiza a remoção de dados, não funciona direito em situações em que o drive está conectado via USB ou Firewire; ou em algumas configurações de RAID. Isso acaba sendo a porta usada por softwares de recuperação de dados para trazer de volta aquele arquivo deletado. É válido lembrar que, como acontece em HDDs, o procedimento não tem 100% de garantia de sucesso.
“É difícil instalar um SSD”
Existe um mito incomum de que a instalação de um SSD é complicada e, em muitos casos, o computador não traz suporte para esse tipo de componente. Isso é realmente uma lenda, já que boa parte desses componentes podem ser instalados e começam a funcionar em menos de 10 minutos em computadores, notebooks e qualquer outro sistema que traga suporte para sistemas de armazenamento.
Pode ser mais difícil recuperar dados apagados de um SSD, mas não impossível (Foto: Divulgação/Kingston)
Além disso, ainda existe a possibilidade de clonar o seu antigo drive no seu novo SSD, preservando tudo o que você tinha antes, permitindo você apenas continuar usando o seu computador como antes, mas com um desempenho melhor.