Novo Pixel 3a e Android Q: o que esperar da Google I/O 2019



Faltam poucos dias para o início de um dos principais eventos do Google no ano. Realizada na Califórnia, e com apresentação do CEO da companhia Sundar Pichai, a conferência Google I/O é voltada especialmente para desenvolvedores, mas também costuma ser marcadas por anúncios de serviços e produtos que serão utilizados por milhões de pessoas.
Este ano, a abertura do Google I/O acontece no dia 7 de maio (terça-feira), às 14h (horário de Brasília), e também deve trazer novidades. Algumas delas são tradicionais do evento e outras foram reveladas acidentalmente pelo próprio Google, mas todas chegam com algo de interessante.
Android Q

Android Q

Alguns brasileiros já estão fazendo campanha para que a próxima versão do sistema operacional seja batizada de Android Quindim, mas o Google não costuma revelar o nome do próximo Android tão cedo. De qualquer forma, a Google I/O costuma ser o primeiro momento em que temos algum contato com o sistema utilizado em celulares.
Entre as novidades mais esperadas pelos usuários está um possível modo escuro nativo. O Google também deve dar mais controle sob as opções de privacidade, permitindo que você bloqueie o acesso de aplicativos à localização quando eles não estão sendo utilizados.

Novo Google Pixel 3a mais barato

Google Pixel 3a
Embora sempre se destaque por ter uma das melhores câmeras da indústria, a linha Google Pixel de smartphones não está vendendo tão bem quanto a companhia gostaria. A solução para isso pode estar nos novos Google Pixel 3a e Pixel 3a XL, modelos que prometem ter configurações mais modestas e focar no custo-benefício.
Muitas informações sobre esses dispositivos foram divulgadas antes da hora, incluindo os possíveis preços que serão praticados nos Estados Unidos. A expectativa é que o modelo menor chegue custando US$ 399, enquanto o Pixel 3a XL sairia por US$ 479, valores mais baixos que os US$ 599 e US$ 899 cobrados no lançamento do Pixel 3 e do Pixel 3 XL respectivamente.
Caso consiga mesmo incluir uma câmera com a mesma qualidade do Pixel 3 em aparelhos nessa faixa de preço, o Google deve virar um concorrente de peso para as outras fabricantes que atuam no mercado de celulares intermediários.

Display inteligente Nest Hub Max

Smart display.

Parece que chegou mesmo a vez dos displays inteligentes equipados com assistentes virtuais. A Amazon também tem dispositivos do tipo e o Google deve continuar investindo nesse segmento. A empresa revelou acidentalmente uma versão renovada do Home Hub, que pode exibir vídeos, fotos, calendários e mais informações sobre pesquisas, tudo isso com suporte ao Google Assistente.
O vazamento acidental também indica que o Google vai usar a marca Nest para lançar o novo display inteligente. Isso significa que ele provavelmente terá mais funções de integração com outros dispositivos da casa, como termostatos e câmeras de segurança.

Google Stadia


Google Stadia

Ainda não sabemos muito sobre a aposta do Google para o mercado de games. Durante o evento de anúncio do Google Stadia, a companhia ressaltou que vai se concentrar no streaming de jogos, mas deixou muitas dúvidas no ar.

Não há informações sobre preço, modelo de negócios, games que estarão disponíveis ou mesmo se existe previsão para um lançamento em mais países. Talvez a companhia aproveite o Google I/O para falar mais sobre a plataforma, mas existe a possibilidade de que ela guarde tudo isso para a E3, que acontece apenas em junho.

Google Maps, ChromeOS e ARCore

Atualizações menores para vários serviços da empresa também costumam ser anunciadas no evento. Para este ano, o Google deve apresentar novidades para o ARCore, kit de desenvolvimento feito para criação de aplicativos com realidade aumentada. O ChromeOS também deve aparecer durante a apresentação.
Pode ser que a companhia tenha preparado ainda algo para o Google Maps. O aplicativo de navegação deve receber mais investimentos nos próximos anos, pois é visto por muitos analistas como um serviço com potencial de gerar mais retorno para a empresa.