O que fazer se a conta Google foi desativada ou cancelada?

Google pode desativar contas que tiverem violado as regras de uso estabelecidas pela companhia e processo de recuperação nem sempre dá resultado — Foto: REUTERS/Brian Snyder/File Photo



Conta Google cancelada


O Google disponibiliza uma página de ajuda com algumas orientações para:
  • Solicitar que a conta seja restaurada (pedir revisão do cancelamento)
  • Download de dados da conta desativada, o que pode ajudá-lo a obter seus contatos, fotos e vídeos.
Em alguns casos, o Google avisa, sim, sobre violações com antecedência. Mas isso depende do tipo de violação que foi encontrada em sua conta. Se for algo muito grave, ela pode ser encerrada sem aviso prévio.
Vale dizer que, em alguns casos, a atividade ilícita na sua conta pode não ter sido realizada por você, mas sim por hackers que obtiveram sua senha e utilizam seu e-mail para enviar spam ou armazenaram arquivos ilegais (incluindo vírus) em seu espaço do Google Drive.
Mas isso não significa que pode ser descartada a possibilidade de um equívoco por parte do Google. Este blog já alertou sobre o risco de arbitrariedades e que é quase impossível conseguir conversar com alguma pessoa de verdade no Google para reclamar sobre esse tipo de erro. Muitas das decisões do Google para cancelar contas, remover aplicativos da Play Store ou derrubar vídeos no YouTube são feitas por sistemas automatizados. A revisão humana só ocorre quando há reclamações.
De maneira geral, a infraestrutura de atendimento ao consumidor em empresas de internet como Google e Facebook é uma catástrofe. A Microsoft, que é mais antiga e tem raízes como empresa de software e não de serviços, se sai muito melhor nesse quesito — é muitas vezes possível conseguir atendimento por chat ou até telefone com pessoas de verdade.
No Google, você só vai conseguir atendimento se for cliente pagante dos serviços. E, às vezes, nem assim.
Você pode consultar um advogado e verificar a possibilidade de entrar com uma ação contra o Google por quebra de contrato, caso acredite que não tenha violado nenhuma das políticas da empresa. Caso não tenha como contratar um advogado, você também pode procurar a Defensora Pública ou um Núcleo de Prática Jurídica para obter auxílio gratuito com o seu caso.

Nome de rede Wi-Fi pode ser ocultado para aumentar a privacidade — Foto: Divulgação


Nome da rede com número da casa


"Ethernet" é como se chama a rede cabeada. Se você liga um computador ou notebook a um roteador por cabo, o sistema dirá que tem uma conexão "Ethernet".
Já o nome da rede que aparece no Windows, por exemplo, é muitas vezes o mesmo nome (o "SSID") da sua rede Wi-Fi. Se você colocou o nome da sua rede Wi-Fi com o número da sua casa, o Windows pode exibir esse mesmo nome de rede e "Ethernet" para indicar que está conectado via cabo.
Feita essa explicação, não é recomendado que você coloque um nome de rede associado ao seu endereço. Não existe nenhuma vantagem para você colocar um nome de rede que revele que a rede é sua.
Invente um nome. Não utilize nomes de pessoas, profissão ou residência. Em vez disso, prefira um nome de um personagem de filme, uma mescla de nomes de artistas musicais ou autores de livros e assim por diante.
Veja um exemplo: digamos que alguém queira roubar a sua casa. Sabendo que sua rede tem o número da sua residência, o possível ladrão pode cortar a energia para facilitar o roubo e, vendo que sua rede Wi-Fi sumiu, ter a confirmação de que a eletricidade foi mesmo cortada.
Você também fica vulnerável a golpes envolvendo o próprio Wi-Fi. Se alguém sabe que essa rede é sua, e alguém estiver de olho em você, essa pessoa pode criar uma rede clonada com o mesmo nome da sua para talvez obter alguma informação a seu respeito ou até fazer você acabar conectando na rede errada.
Embora o risco desse tipo de atividade seja baixo, não há razão para aceitá-los porque não há vantagem nenhuma em usar um nome de rede com dados pessoais. Em muitos casos, nós temos que fazer uma decisão entre segurança e conveniência (se não tivéssemos fechaduras nas portas, não seria preciso trancá-las ou abri-las, mas ficaríamos vulneráveis, por exemplo). Porém, usar um nome de rede pessoal traz riscos sem nenhum ganho de conveniência.
Se você quiser uma proteção ainda maior, pode utilizar a opção para ocultar o "SSID" da sua rede. Nesse caso, sua rede não vai aparecer na lista de redes disponíveis e só será possível conectar-se a ela digitando o nome manualmente — o que já acarreta um custo de conveniência.