É normal um teste de reCaptcha decidir que você 'não é um robô' só com um clique?


Teste do reCAPTCHA pode ser validado automaticamente em certas circunstâncias — Foto: ReproduçãoTeste do reCAPTCHA pode ser validado automaticamente em certas circunstâncias — Foto: Reprodução
Teste do reCAPTCHA pode ser validado automaticamente em certas circunstâncias — Foto: Reprodução

Captcha 'valida sozinho'

Meu navegador, quando entra em qualquer site com o Captcha, ele valida automático com o "V" verde. Isso é falha, plugin, ou vírus? – Glassimar Caetano
Esse comportamento é absolutamente normal. Pode ficar tranquilo, não houve a instalação de nenhum programa malicioso em seu sistema.
O "Captcha" é um método para impedir que programas de computador realizem ações automatizadas na internet. Esses programas são os chamados "robôs" da internet.
Quando um Captcha pede que você digite um texto ou marque as fotos que possuem carros, fachadas de lojas, pontes ou ônibus, por exemplo, ele supõe que um programa automatizado seria incapaz de realizar o reconhecimento desses objetos nas imagens. Com isso, as atividades dos robôs são bloqueadas e os sites conseguem garantir que as interações sejam realizadas apenas por humanos de verdade.
Mas por que, então, um Captcha pode ser validado automaticamente? Isso não facilitaria a vida dos robôs?
Em tese, sim. Mas a tecnologia reCaptcha, que é desenvolvida pelo Google e usada por muitos sites na internet, tenta estimar a probabilidade do acesso ter sido realizado por humano. Se a chance for alta, a checagem é dispensada.
O lado bom disso é que, como os humanos terão a checagem dispensada na atividade normal, os donos dos sites podem colocar o reCaptcha em mais páginas do site. Para um humano, vai bastar um clique. Para os robôs, é como se houvesse fiscalização em cada esquina. A comodidade do reCaptcha, que deixa alguns acessos provavelmente legítimos sem a checagem completa, acaba sendo favorável: como ela não incomoda, os sites podem usá-la com mais frequência.
Não é possível saber exatamente quais os fatores que o Google leva em conta para liberar um acesso sem a checagem. Afinal, os programadores de robôs poderiam burlar a tecnologia se soubessem desses detalhes.
Mas estar logado em uma conta Google, ter resolvido reCaptchas anteriormente e não realizar muitas ações idênticas provavelmente colaboram para que seu acesso seja classificado como "humano" e dispense a checagem. Porém, se você usar uma janela anônima do navegador, o reCaptcha não terá esses dados e você terá que resolver o "teste".
Vale a pena saber: O Google utiliza as informações coletadas pelo reCaptcha para melhorar seus sistemas de reconhecimento de objetos em fotografias e até para auxiliar na digitalização de livros. As informações acumuladas com as respostas de milhares de pessoas ajudam na conferência dos resultados de processos automáticos. Como o reCaptcha usa muitas perguntas e atribui um nível de confiabilidade a cada internauta, o sistema pode descartar os "chutes" dos robôs e ser aprimorado com as respostas de alta qualidade.

0 Comentários:

Postar um comentário