Microsoft vai forçar versões antigas do Windows 10 a receberem update

Desde o último mês de maio, a Microsoft confirmou que não realizaria mais atualizações grandes no Windows 10 — aquelas que acontecem a cada seis meses — sem a permissão dos usuários. Enquanto essas versões durarem, vai ser possível utilizar o sistema operacional normalmente, mas a partir de datas definidas, o update no Windows 10 vai ter que ser feito obrigatoriamente.
A Microsoft afirmou que vai começar nas próximas semanas a forçar atualizações em computadores que estejam usando a versão 1803 do Windows 10 ou anteriores. O suporte para a atualização do Windows 10 de abril de 2018 vai vencer em 12 de novembro de 2019, enquanto as versões Education e Enterprise vão continuar recebendo patches por mais 12 meses sem custo.
Vamos começar a atualizar os dispositivos que rodam a atualização de abril de 2018 e versões anteriores do Windows 10 no final de junho de 2019
Ontem (19), a Microsoft confirmou que os dispositivos não atualizados vão receber o update para a versão mais recente do Windows — referente ao final de junho de 2019. “Vamos começar a atualizar os dispositivos que rodam a atualização de abril de 2018 e versões anteriores do Windows 10 no final de junho de 2019 para ajudar a garantir que esses dispositivos estejam em segurança”, a empresa anunciou.
De acordo com a Microsoft, programas de machine learning vão ser responsáveis por analisar a compatibilidade do hardware dos dispositivos e realizar a atualização.

0 Comentários:

Postar um comentário