The Technology a empresa (The Technology the company)

Aos que estão querendo montar seu PC ou comprar um Notebook a The Technology está com diversas promoções, tudo com 1 ano de garantia e nota fiscal. Quem quiser mais informações entre em contato com a empresa: Instagram: @the.technology WhatsApp: +5531999858373 To those who are looking to assemble their PC or buy a Notebook, The Technology has several promotions, all with 1 year warranty and invoice. Whoever wants more information contact the company: Instagram: @ the.technology WhatsApp: +5531999858373

SERIAL DE ATIVAÇÃO WINDOWS 10 TODOS (ACTIVATION SERIAL WINDOWS 10 ALL)

Está é a maior lista da internet de Serial, Chave e Key de instalação do Windows 10 (This is the Internet's largest list of Windows 10 Serial, Key and Key installation)

AutoCAD 2017 + Crack Completo em Português-BR

AutoCAD 2017 + Crack, Completo em Português-BR é o software mais utilizado no campo da engenharia, arquitetura e design de produtos, consagra-se como uma das ferramentas de desenho técnico mais completas e profissionais disponíveis no mercado.

SketchUp Pro 2017 + V-Ray + Crack – Português

SketchUp Pro 2017 foi desenvolvido para os estágios conceituais do projeto, com uma estrutura 3D muito fácil de aprender. Numa analogia, SketchUp Pro pode ser considerado “o lápis do desenho digital”.

SSD: conheça mitos e verdades do hardware e tire suas dúvidas

Com aumento na popularidade do SSD, alguns mitos sobre o componente de armazenamento acabaram se espalhando pela Internet, desinformando muitos e afastando possíveis novos usuários.

Como descobrir (hackear) senha de WIFI no Windows em minutos - WPA/WPA2/WPS

Deseja aproveitar a conexão Wi-Fi super rápida do seu vizinho? Se eles são espertos, provavelmente têm uma senha protegida (caso contrário, você não estaria lendo isso, estaria?).

Google atualiza app de Fotos para ser compatível com tela dobrável

Várias empresas começaram a mostrar seus projetos de smartphones com Android que contam com telas dobráveis e, apesar de o público ainda estar cauteloso com esse tipo de aparelho, a Google já prepara o terreno para a sua chegada, atualizando seus aplicativos. Uma prova disso é o app Fotos, que recebeu uma atualização que, entre melhorias gerais, traz compatibilidade para as telas dobráveis.
Mesmo com a tecnologia de tela dobrável começar a dar os seus primeiros passos (ainda com alguns tropeços), o aplicativo de Fotos do Google já está preparado para ela. A nova atualização do app traz mudanças no seu layout nesses aparelho, possibilitando que ela se ajuste à visualização comum e outra estendida quando o telefone é aberto, tudo de maneira instantânea e fluida. A atualização chega antes do lançamento do Galaxy Fold, no dia 26 de abril.
Imagem: Google/Reprodução
Além dessa mudança, a atualização traz melhorias para a versão de iOS, que agora mostra um indicador em vídeos e fotos que ainda não foram enviados para a nuvem. Com essa mudança na galeria, os usuários poderão escolher quais itens enviar, em vez de esperar que o próprio aplicativo faça isso por você.

Google Assistente agora mostra resultados com mais informações visuais

A Google anunciou hoje (05) uma série de mudanças na forma como o Google Assistente mostra resultados de buscas e solicitações feitas pelo usuário. A empresa reformulou alguns modelos de exibição para que o software traga informações mais visuais, permitindo uma compreensão mais rápida do que aparece na tela.
Quando você pesquisar algo como “quais são as raças de gatos mais bonitas”, em vez de receber uma lista simples retirada diretamente de uma página web qualquer, o Assistente deve mostrar uma organização melhor formatada e ainda fotos dos felinos envolvidos. Isso porque o software vai entender que a natureza da pergunta tem um aspecto visual, julgando importante mostrar fotos.
google assistenteModelo anterior/atual à esquerda e novo à direita (fonte: Google)
A empresa está fazendo essa mudança na forma como o Assistente exibe informações porque, de acordo com um levantamento da própria Google, quase metade das interações entre pessoas e o Assistente digital envolve voz e toque na tela. Em outras palavras, as pessoas nem sempre encontram o que querem já na primeira resposta dada pelo software, tendo elas que mexer na tela para obter algo mais preciso.
Além disso, quando a resposta mais interessante para uma pergunta do usuário for uma lista de links a serem clicados, o Assistente vai agora mostrar uma lista vertical em vez de um carrossel horizontal. A ideia é mostrar mais informações na tela ao mesmo tempo.
googleLinks organizados de uma forma mais natural (fonte: Google)
Outros tipos de respostas, como as que envolvem ações, conversões e aplicações dentro do próprio Google também foram reformuladas para mostrar detalhes mais organizados visualmente. 
A Google informou que essas novidades já estão disponíveis para os usuários, mas nós não conseguimos testar todas elas nos aparelhos Android que temos disponíveis por aqui. Dessa forma, podemos imaginar que a distribuição esteja sendo feita gradualmente ou mesmo esteja limitada a alguns idiomas no momento.

Google Fotos terá marcação manual e compartilhamento de fotos de pets

O responsável pelo Google Fotos, David Lieb, deu algumas dicas no Twitter do que está por vir no aplicativo, como um recurso de marcação manual de pessoas em fotos, possibilidade de filtrar as imagens mais recentes adicionadas ao app, compartilhar fotos de animais automaticamente e mais.
Na última terça-feira (02) Lieb twittou pedindo sugestões e críticas ao Google Fotos, nas respostas comentou se os recursos já estavam sendo desenvolvidos ou em fase de implementação e assim revelou para qual caminho segue o app.
Hi Twitter! It's no-meetings week at @googlephotos and I've got a couple hours free. Tell me what you want to see next from Google Photos! New features, bug fixes, performance improvements, you name it. (No promises but very open minds!)
1.282 pessoas estão falando sobre isso

Revelações

A maior reivindicação, que será atendida, foi a marcação manual de pessoas em fotos — hoje só é possível apagar marcações manualmente o resto é feito de forma automática. Será possível também filtrar as imagens pelas carregadas recentemente no Android, o recurso já estava disponível na versão Web e para iOS.
Outra novidade é que será possível compartilhar fotos de pets automaticamente com amigos e parentes. Além disso, entre as revelações estão a capacidade de excluir imagens da biblioteca enquanto se navega em álbuns e poder favoritar fotos ou vídeos em álbuns compartilhados.

Atenção usuários da Samsung

Lieb anunciou também que a equipe do Google Fotos está trabalhando para corrigir o erro encontrado em celulares da Samsung que permite que screeshots sejam salvos como imagens — isso acontece porque a sul-coreana salva os dois formatos da mesma maneira.

Ainda não existem previsões para a chegada das novidades.

Compartilhamento particular do Google Fotos não é tão particular assim


Imagem de: Compartilhamento particular do Google Fotos não é tão particular assim

O Google Fotos é um ótimo recurso de armazenamento de imagens na nuvem, com ferramentas que usam inteligência artificial para agrupar fotos e  identificar rostos, por exemplo. Além disso, a plataforma permite o compartilhamento de fotos e álbuns, mas ao que parece, essa função não garante a privacidade que promete.
Isso porque qualquer pessoa que receber o link compartilhável que dá acesso às fotos e vídeos, consegue acessá-los. Não existe na plataforma uma restrição que permita apenas um determinado destinatário abrir o link — assim como acontece no Google Drive.
A vulnerabilidade foi exposta pelo pesquisador Robert Wiblin, que alertou que caso o link de compartilhamento de imagem seja enviado a pessoas erradas ou divulgado para terceiros, não é possível restringir o acesso aos arquivos.
Ciente disso, a Google deixa um aviso em seu site dizendo que “qualquer um que tenha o link compartilhado poderá ver o álbum”.

Dupla segurança

Para quem quer compartilhar suas fotos e vídeos sem o risco de o acesso acabar em mãos erradas, uma saída seria criar uma pasta no Google Drive para fazer o compartilhamento, uma vez que esta plataforma permite o direcionamento do link de compartilhamento.

Uber muda cálculo da taxa de cancelamento; veja como ficou

A partir desta terça-feira (16), a Uber está mudando o cálculo das taxas de cancelamento que são cobradas quando o passageiro desiste da corrida antes de o motorista chegar. A novidade começou a valer hoje no Rio de Janeiro e leva em consideração o tempo e a distância percorrida pelo motorista antes do cancelamento.
De acordo com a Uber, você tem até 2 minutos para cancelar a corrida sem pagar nada a mais por isso. Um dos exemplos dados pela empresa considera uma corrida de UberXsendo cancelada após 5 minutos e com o motorista tendo percorrido 2 km durante esse tempo. Nesse caso, a taxa (que antes era fixada em R$ 7) custará R$ 2,80. Na tabela abaixo estão os valores máximos e mínimos cobrados para cada modalidade do serviço.
UberVariação de valores que podem ser cobrados dependendo da distância percorrida. (Fonte: Uber/Divulgação)
A taxa de cancelamento também é cobrada caso o motorista chegue ao ponto marcado e o usuário demore mais de 5 minutos para aparecer. Em todos os casos, você poderá ver o valor total antes de confirmar o cancelamento.

Como bloquear ligações de telemarketing com o Não Me Perturbe

Entra em vigor hoje (16) o site naomeperturbe.com.br que permite o cadastro de números para bloquear chamadas de telemarketing das empresas Algar, Claro, Oi, Nextel, Sercomtel, Sky, TIM e Vivo. A iniciativa é fruto de um acordo entre operadoras e a Anatel para “padronizar o uso deste mecanismo [telemarketing], em alinhamento com o crescente debate do tema pela sociedade e em respeito ao cidadão” informa o site.
A partir de hoje, quem cadastrar o número na plataforma terá trinta dias para parar de receber chamadas deste cunho. Caso isso não aconteça, o usuário deve abrir um chamado no próprio site informando o problema.
O Procon tem um serviço parecido que bloqueia chamadas de telemarketing, porém, este só funciona nos estados que possuem a Lei Não Perturbe — diferente da lista da Anatel que tem abrangência nacional.

Saiba como se cadastrar na lista Não Me Perturbe

1. Faça um cadastro com nome, e-mail e CPF.
Anatel
2. Adicione o número, ou os números, com a mesma titularidade do CPF cadastrado à lista e escolha quais operadoras deseja bloquear.
anatel
3. Espere até trinta dias para o bloqueio ser executado e gerencie seus números.
anatel

Descadastro

No site é possível fazer o descadastro de um número para voltar a receber chamadas de telemarketing. Esse procedimento é simples, basta ir em Cadastro > Solicitar desbloqueio > selecionar a conta. É aconselhável que isso seja feito quando o usuário trocar de número.
Na área “Consultar” é possível ver todos os números cadastrados dentro do mesmo CPF e verificar quais operadoras estão bloqueadas.
O site possui um canal de comunicação para dúvidas.

IBM Cloud Discovery mostra como a tecnologia está transformando o mundo

A tecnologia que existe hoje pode nos ajudar a resolver problemas graves, como o aquecimento global, doenças sem cura, fome, falta de água, escassez de energia renovável e muito mais – e é isso que o IBM Cloud Discovery chegou para mostrar. Na ocasião, a empresa reuniu exemplos de casos de sucesso e mentes inovadoras do país inteiro para explicar como a nuvem, a internet das coisas, a inteligência artificial e o blockchain já estão sendo utilizados para encarar esses e outros desafios no Brasil e no mundo.
Para quem não sabe, o evento realizado em São Paulo nos dias 8 e 9 de outubro foi a primeira edição brasileira do IBM Cloud Discovery, que tem o objetivo de contextualizar as mudanças que as novas tecnologias estão trazendo para a vida das pessoas. Além disso, a ocasião serve para demonstrar que as empresas devem reagir de forma mais rápida, o que pode ser viabilizado pelas soluções da nuvem da IBM.
“Nós éramos conhecidos já pelos serviços de Watson, de computação cognitiva, da nossa plataforma como serviço, que era o Bluemix. Mas, quando juntamos IA, infraestrutura como serviço e plataforma como serviço, criamos um poder de oferecer opções para que o cliente possa inovar e trazer seus workloads para a nuvem. Algo que o mercado brasileiro não conhecia sobre nós nesse nível de detalhe”, afirma Marcelo Braga, vice-presidente da IBM Cloud Brasil.

Tecnologia transformadora

O evento contou com a presença gratuita de pelo menos 2.000 participantes, além de muitos outros acompanhando as transmissões pela internet. No primeiro dia, o futurólogo Rudy de Waele apresentou um keynote explicando como a tecnologia que existe hoje pode ser usada para resolver alguns dos problemas mais sérios encarados pela humanidade, desde que as empresas estejam dispostas a deixar a antiga lógica industrial para trás e passem a realmente conhecer os clientes para se adaptar à nova realidade.
O VP de Cloud da IBM Brasil, Marcelo Braga, falou também sobre como a tecnologia da nuvem da IBM, o Watson e outras soluções atuais podem deixar de ser só mais um hype de disrupção. Tudo isso é facilitado pela IBM graças ao conceito de multicloud, que permite que cada cliente escolha livremente os tipos e fornecedores de tecnologias de nuvem que mais se adaptem às necessidades de cada momento.
IBM Cloud Marcelo Braga
“Esse somatório de poder de processamento abundante, dados em grandes quantidades e inteligência permite criar uma intimidade individual com o cliente. É você conhecê-lo individualmente, de uma forma muito mais ampla, barata e rápida. Então, a grande transformação é como conseguimos antecipar as demandas dos clientes mais rapidamente, com menor custo, gerando insights adicionais e ajudando a empresas a propor novos produtos e serviços, além de melhorar os que elas já têm hoje”, acrescenta o executivo.

Exemplos para seguir

Empresas variadas puderam aproveitar a ocasião do IBM Cloud Discovery para falar sobre como a nuvem da IBM, o Watson e o IBM Garage permitiram transformar seus próprios negócios – incluindo a NZN, da qual o nós do TecMundo fazemos parte. Distribuídos ao longo dos dois dias, foram mais de 50 sessões tecnológicas e de negócios e ao menos 10 laboratórios de experiência hands-on, mostrando como as principais tendências em IA, IoT, Blockchain, análise de dados e segurança digital vêm sendo reinventadas e viabilizadas com ajuda da nuvem.
IBM Cloud NZN Sobhan Daliry
Aproveitando esse ambiente de integração e renovação tecnológica do evento, a IBM divulgou novidades interessantes sobre seus negócios. “Anunciamos aqui uma parceria com a Embratel, unindo nosso portfólio às soluções que eles entregam aos seus clientes para abrir um mercado muito grande para ambas a empresas. Dentro da plataforma de cloud privada da IBM, divulgamos a disponibilização de vários serviços do Watson que agora podem rodar dentro da casa dos nossos clientes. E ainda revelamos a nossa primeira referência pública de ICP no Brasil, que foi o caso da implementação da gestão OpenStack multicloud pela Fidelity usando a nossa solução”, explica Braga.

Colocando as mãos na massa

Somando-se a tudo isso, o IBM Cloud Discovery abrigou o BlueHack, que é um programa aberto de inovação feito para aproximar desenvolvedores e clientes da IBM. Eles realizam treinamentos e lançam desafios do dia a dia das grandes empresas para que os programadores, designers e empreendedores possam se unir em uma maratona de desenvolvimento com o objetivo de resolver esses problemas.
“Uma coisa é você só fazer uma palestra para as pessoa, e outra é pegar desafios reais e colocar a turma para meter a mão e resolver. Fazer funcionar na prática. Então a maratona de programação casou muito bem com o conceito do evento de cloud”, diz Henrique von Atzingen, líder do THINKLab e um dos responsáveis pela organização do BlueHack.
IBM Cloud Discovery BlueHack

Programação pelo bem da sociedade

Nessa edição do evento, foram três desafios apresentados envolvendo problemas importantes enfrentados hoje no Brasil e no mundo. Um deles foi proposto pelo Grupo Fleury, que está pensando em como melhorar a jornada digital dos seus clientes permitir que ele use aplicativos e sites para facilitar o agendamento de consultas e o recebimento dos exames, tornando todo o processo mais fácil.
Outro desafio foi proposto pela Copersucar, que abordou o tema do consumo de combustíveis sustentáveis, buscando soluções que incentivem as pessoas a pensar na emissão de gás carbônico na hora de escolher entre abastecer seus carros com gasolina ou etanol. Por fim, a ONU, em parceria com a ONG ASBRAD, desafiou os desenvolvedores a pensar em maneiras de combater o tráfico de seres humanos, que hoje afeta centenas de milhares de pessoas no mundo.
IBM Cloud Discovery BlueHack
Falando sobre o benefício do envolvimento de pessoas de áreas diversas em questões tão importantes, a gerente de Cidadania Corporativa da IBM Brasil, Juliana Nobre, ressalta os benefícios da união de tipos diferentes de ideias e soluções. “A tecnologia de alto impacto pode ajudar em um desafio que é puramente humano. Quando falamos da atuação da IBM com os Direitos Humanos, atuamos no nível dos indivíduos, e acredito não existir nada mais crítico do que essa questão do tráfico humano”.

Soluções vencedoras

Depois de muita troca de ideias, interação e cerca de 30 horas de atividades e programação, os vencedores de cada desafio foram chamados ao palco pelo Jovem Nerd para receber um troféu. Para simplificar a experiência de marcar exames médicos e tirar dúvidas, o grupo Pegasus criou um chatbot chamado “Fê do Grupo Fleury”, que pode ser integrada a canais que vão de SMS até mensageiros e sites para conversar com os clientes de forma proativa e reativa, tornando a experiência de uso mais simples.
Já o time Etanóis venceu a disputa da Copersucar com a criação do aplicativo Etanol+, que estimula os usuários a abastecer seus carros com o combustível renovável. Tirando uma foto da nota fiscal do abastecimento, o app consegue calcular quanto gás carbônico a menos o veículo vai emitir em comparação a um automóvel movido a gasolina. O valor é convertido em uma moeda digital que pode ser trocada por benefícios pelos consumidores.
IBM Cloud Discovery GalaxyWare
Por fim, a equipe GalaxyWare desenvolvei o app educativo TrafFuture, que usa a inteligência artificial para simular uma oportunidade interessante de primeiro emprego para jovens, conscientizando sobre a facilidade com que uma oferta interessante pode fazer com que as pessoas cedam informações para criminosos e se tornem vítimas do tráfico humano.

Ainda dá para se atualizar

Tudo o que está descrito é apenas um resumo do que aconteceu ao longo dos dois dias do IBM Cloud Discovery. Os interessados podem assistir às gravações das palestras e ficar ainda mais por dentro do que foi dito no evento acessando o site da IBM, disponível clicando neste link.

IA da IBM consegue debater os prós e contras de qualquer assunto

Imagine você debatendo com uma máquina os prós e contras de um determinado assunto, afim de explorar as várias ideias que possam surgir dessa conversa? É isso o que a IBM vem desenvolvendo com a inteligência artificial (IA) do “Project Debater — Speech by Chrowd”, novidade apresentada na Consumer Electronics Show (CES) 2019 e que continua online discutindo vários temas por aí.
A companhia descreve o projeto como uma “plataforma de IA baseada em uma nova nuvem experimental para suporte à decisão coletiva.” Funciona assim: primeiro, a IA solicita os argumentos a favor e contra de um tópico específico, a partir do máximo pessoas possível. Em seguida, ela avalia a qualidade do texto por meio de aprendizado de máquina e aprendizado profundo.
Depois disso, ela remove as redundâncias e organiza as informações em grupos para criar uma narrativa. Em seguida, ela emite sua própria opinião a respeito do assunto. 
Mas para que isso poderá ser usado? Bem, ter uma máquina que consegue discernir e argumentar sobre qualquer coisa, por si só, é um grande avanço. A imaginação é o limite para suas aplicações e já há planos para treinar equipes de debates em escolas dos Estados Unidos e para preparação de advogados na apresentação de processos.
Como segue em fase de testes, o Project Debater ainda apresenta muitas falhas, especialmente com relação às regras ortográficas e gramaticais, assim como na própria construção da história. Mas como a IA segue aprendendo com milhares de discussões online — se quiser testar, clique aqui —, é bem possível que esteja evoluída o suficiente para deixar muita gente boquiaberta durante sua apresentação oficial, na conferência da IBM, a Think 2019, que acontece entre os dias 12 e 15 de fevereiro, em São Francisco.

Conteúdos criados por IA podem bagunçar SEO do Google

Imagem de: Conteúdos criados por IA podem bagunçar SEO do Google

Quem tem um blog ou site sabe como é difícil manter o bom posicionamento no Google utilizando técnicas de ranqueamento e SEO (Search Engine Optimization), que são aprimoradas com o tempo. É isso que faz com que as primeiras páginas dos resultados sejam as melhores possíveis nas pesquisas, mas uma tecnologia pode entrar nesse processo e bagunçar toda a ordem atual existente: a inteligência artificial.
A agência de marketing Frac.tl lançou uma campanha para mostrar que conteúdos produzidos automaticamente por IA podem atrapalhar o atual ranqueamento no Google e fazer com que uma série de postagens artificiais (e provavelmente falsas) inundem o buscador.
O pior disso tudo? A produção por máquinas é praticamente imparável e pode ser feita em uma escala muito maior do que por humanos, criando spam em massa com conteúdos vazios, porém fortes em palavras-chave. Assim, páginas realmente importantes, verdadeiras e completas podem acabar perdendo relevância no Google e caindo para outras posições ou até mesmo outras páginas nas pesquisas.

O futuro é sombrio

Para demonstrar isso, a Frac.tl criou um site chamado "Este Blog de Marketing Não Existe", que é uma página apenas com conteúdos gerados por IA, exceto os títulos. As postagens feitas pela ferramenta de código aberto Grover trazem títulos genéricos e já bastante difundidos, como "Por que estratégia de conteúdo é importante?" e "Como criar manchetes estilo clickbait?".
De acordo com a empresa, por enquanto é possível identificar facilmente os textos criados por IA, já que eles apresentam informações falsas e conflituosas. Entretanto, apesar de humanos reconhecerem o que é verdade ou não, pode demorar para os algoritmos da Google receberem o devido treinamento, sem contar o fato de os robôs ficarem mais inteligentes com o tempo.
A Frac.tl afirma que não usa a ferramenta para criar conteúdos para clientes, mas não garante que outras companhias façam o mesmo — e isso abre possibilidades bastante pessimistas para o futuro.

Cimon é o robô com IA que vai ajudar astronautas na Estação Espacial


Imagem de: Cimon é o robô com IA que vai ajudar astronautas na Estação Espacial
Sempre que falamos de uma inteligência artificial em uma nave espacial para auxiliar seus tripulantes, é inevitável pensarmos no filme “2001: Uma Odisseia no Espaço”, que tinha como vilão o malvado HAL-9000, que controlava toda a espaçonave e tinha um ódio peculiar pelos humanos.
Porém, não é nada disso que acontece no caso do Cimon, um simpático robô com inteligência artificial que habita, agora, a Estação Espacial Internacional (ISS). Trata-se, mais exatamente, de uma esfera robótica fabricada com o uso de impressoras 3D e que vai ajudar a testar a interação entre humanos e máquinas no espaço.
O Cimon, que apresenta uma face amigável em sua telinha, fica flutuando pela ISS pronto para auxiliar os tripulantes com suas dúvidas. A Agência Espacial Europeia divulgou um vídeo que mostra o funcionamento do robô – descrito por ela como um “sistema móvel e autônomo de assistência”. Ele interage com o astronauta alemão Alexander Gerst e responde a perguntas e comandos de voz. Quando não consegue solucionar algo, ele diz “me desculpe, sou apenas um robô, não conheço tudo que você diz”.
Criado com a inteligência artificial da IBM, o Watson, Cimon é capaz até de tocar a música favorita do astronauta. O robô foi fabricado pela Airbus juntamente com o Centro Aeroespacial Alemão. Ele usa 12 ventiladores internos, que permitem que ele se mova em várias direções enquanto flutua nas condições de microgravidade do espaço. Ele pode exibir instruções na tela, capturar vídeo, reproduzir música e até procurar objetos a bordo.

Qualcomm desiste da aquisição da concorrente holandesa NXP

Imagem de: Qualcomm desiste da aquisição da concorrente holandesa NXP

Uma novela que já durava cerca de dois anos chegou ao fim: a Qualcomm anunciou hoje (26) que desistiu oficialmente da compra da rival holandesa NXP, empresa também especializada na fabricação de chips, mas com peças dedicadas a uso em carros autônomos.
A negociação chega oficialmente ao fim após a Qualcomm não cumprir a sua parte e completar a aquisição após o acordo firmado entre as duas companhias ainda em 2016. Pelo descumprimento, a empresa dos Estados Unidos será obrigada a pagar uma indenização de US$ 2 bilhões à concorrente, revelou o TechRadar.
Segundo o presidente da Qualcomm, Steve Mollenkopf, situações que estavam além do alcance da empresa foram as responsáveis por impedir a aquisição.
“Obviamente fomos pegos por algo que estava acima de nós”, comentou o executivo em entrevista. “Pensamos em seguir em frente, reduzir a quantidade de incerteza nos negócios e aumentar o foco na coisa certa a ser feita com a companhia”, completou.
A CNN informa que a negociação não pôde ser realizada porque não foi aprovada por reguladoras comerciais chinesas. Ainda de acordo com a publicação, a Qualcomm garantiu a recompra de até US$ 30 bilhões em ações, como havia prometido aos acionistas caso a negociação com a NXP falhasse. A empresa holandesa confirmou que fará a recompra de US$ 5 bilhões em ações.

Negócio antigo

A Qualcomm iniciou as conversas para adquirir a NXP ainda em 2016 com uma oferta cujo valor nunca foi confirmado oficialmente — os rumores, porém, apontavam para US$ 30 bilhões na época e que isso teria ultrapassado a casa dos US$ 47 bilhões.
Recentemente, a Qualcomm foi alvo de uma ofensiva de sua rival chinesa Broadcom, que fez uma oferta de US$ 121 bilhões para tentar adquiri-la. Depois disso, o presidente dos EUA Donald Trump vetou a negociação alegando que tal venda seria uma “ameaça a segurança nacional” do país norte-americano.

Qualcomm e Intel cortam laços com a Huawei para cumprir decisão de Trump

Os efeitos da cruzada de Donald Trump, presidente dos EUA, contra a Huawei começaram a ser sentidos durante o fim de semana, quando o Google suspendeu o acesso da gigante chinesa a parte do sistema operacional Android. Nesta segunda-feira (20), mais companhias norte-americanas começaram a cortar laços com a gigante chinesa para cumprir a decisão do governo dos EUA.
De acordo com a agência de notícias Bloomberg, as empresas Intel, Qualcomm e Broadcom informaram aos seus funcionários que iriam cancelar os fornecimentos de equipamentos para a Huawei até segunda ordem. A Xilinx, maior fornecedora de dispositivos lógicos programáveis do mundo, também se juntou às outras duas e pausou seus negócios com a Huawei.

Notebooks da Huawei também podem ser afetados

Além da venda de equipamentos, a Huawei também não poderá adquirir softwares de empresas norte-americanas. Isso pode afetar não só o negócio de smartphones da companhia chinesa, mas também o de notebooks. Isso porque para ficar de acordo com a nova ordem de Trump, a Microsoft teria que parar de prover licenças do Windows 10 para a Huawei.
Ainda segundo a Bloomberg, até mesmo empresas europeias e asiáticas estão interrompendo seus negócios com a Huawei para não enfrentar problemas com a administração de Donald Trump. Analistas apontam ainda que a decisão pode atrasar significativamente a implementação das redes 5G na China e nos EUA. A expectativa é que mais efeitos da decisão sejam sentidos ao longo da semana.

Broadcom está perto de comprar firma de segurança Symantec

Imagem de: Broadcom está perto de comprar firma de segurança Symantec

A gigante fornecedora de estrutura de software e semicondutores Broadcom vem dando um passo significativo para ampliar seu escopo de atuação no mercado. De acordo com o Bloomberg, a fabricante estaria com as negociações avançadas na aquisição da Symantec Corp.
A Symantec é a maior fabricante mundial de aplicativos de segurança cibernética e fornece produtos e serviços para mais de 350 mil organizações e 50 milhões de pessoas. De acordo com o Financial Times, a Broadcom deve desembolsar US$ 15 bilhões. Esta seria a segunda grande aquisição no ramo de software em pouco mais de um ano, pois na temporada passada o grupo adquiriu a CA Technologies por US$ 18 bilhões.
O acordo é visto com bons olhos, pois vem depois de uma frustrada tentativa de compra da Qualcomm. O novo ativo, de US$ 4 bilhões em vendas, é visto pelos analistas como promissor.  Com a notícia, as ações Symantec chegaram a alta de 16% na Bolsa de Valores de Nova York, a US$ 22,10, maior cotação em 8 meses. Já os papeis da Broadcom caíram cerca de 3,5% e fecharam em US$ 295,33.
Por enquanto, ninguém das duas empresas comentam a transação, mas é bem possível que a resolução seja definida dentro de poucas semanas.

Steam encerrará suporte oficial para Ubuntu

Na segunda quinzena de outubro deste ano (2019), o suporte oficial da Steam será encerrado para a distribuição Ubuntu do Linux. Mudanças na arquitetura do sistema operacional motivaram a decisão da Valve Corporation, e a informação foi confirmada em uma publicação feita pelo desenvolvedor da companhia, Pierre-Loup Griffais, no Twitter.
Ubuntu 19.10 and future releases will not be officially supported by Steam or recommended to our users. We will evaluate ways to minimize breakage for existing users, but will also switch our focus to a different distribution, currently TBD.
528 pessoas estão falando sobre isso
"O Ubuntu 19.10 e futuras versões não terão mais o suporte oficial da Steam nem serão mais recomendados para nossos usuários", registrou Griffais. "Avaliaremos formas de minimizar esse impacto para os usuários ativos, mas também mudaremos nosso foco para uma distribuição diferente, a ser definida”, completou.
Quem gosta de usar o Ubuntu atualizado para jogar através da Steam terá que migrar para um novo SO antes que os serviços de suporte sejam encerrados. Uma nova versão do sistema deverá ser lançada em 17 de outubro, data limite para o suporte da Steam na plataforma.

Motivações

O que motivou a Steam a descontinuar o suporte para Linux? Isso aconteceu porque a versão 19.10 do Ubuntu não terá mais compatibilidade com arquitetura 32-bits (x86). Após outubro, o sistema será totalmente 64-bits (x64), com isso, programas que rodam em 32-bits não funcionarão mais na principal distribuição do Linux, e isso inclui muitos jogos x86 da Steam.

Como aponta o site MSPoweruser, a Valve investiu muito trabalho em jogos para Linux. A Steam Machine, por exemplo, foi feita totalmente em cima do sistema operacional da casa, o SteamOS, uma versão otimizada do Linux que não teve a adesão de público esperada pela companhia. O motivo para a decisão tomada pela Valve ficou claro, porém o impacto para os players da plataforma Linux ainda é um mistério.

Ubuntu deve continuar dando suporte a aplicativos de arquitetura 32-bits

A Canonical, organização responsável pelo desenvolvimento e pela manutenção da distro de Linux Ubuntu, explicou que o sistema operacional continuará oferecendo suporte a aplicativos 32-bits, mesmo com as mudanças na arquitetura.
Antes disso, porém, a Canonical havia divulgado que, a partir de outubro, o sistema operacional Ubuntu seria totalmente 64-bit (x64), o que faria com que programas que rodam em 32-bits (x86) não funcionassem naquela que é a principal distribuição do Linux. Isso levou alguns programas grandes, como o Steam, a anunciarem que deixariam de dar suporte ao sistema operacional e passariam a sugerir que seus usuários utilizassem outra distro do Linux.
(Foto: Wikipedia/JulianVilla26)
Conversas com a comunidade podem levar a caminhos inesperados, e esse foi um desses casos
"Graças ao enorme feedback que recebemos nos últimos dias de jogadores e da comunidade de WINE e Ubuntu Studios, resolvemos mudar nosso plano e construir pacotes selecionados de 32-bit i386 para o Ubuntu 19.10 e 20.04 LTS. Nós decidiremos junto com a comunidade quais pacotes de 32-bits precisam receber suporte e adicionar esses programas em uma lista pós-lançamento. Conversas com a comunidade podem levar a caminhos inesperados, e esse foi um desses casos", disse a Canonical em um comunicado no seu site oficial.
A organização deve trabalhar com as comunidades de WINE, Ubuntu Studio e desenvolvedores de jogos para que bibliotecas de código 32-bits possam ser rodadas em antigas aplicações em novas versões do Ubuntu

Valve adiciona tag na Steam para classificar jogos como LGBTQ+

A Valve deu mais um passo para aumentar a diversidade na loja de games Steam e lançou uma nova tag dedicada para classificar produtos com temática LGBTQ+. Segundo informa o Kotaku, o marcador já está disponível e pode ser utilizado por desenvolvedores que publicam seus jogos na plataforma.
As tags são um sistema de palavras-chave que permite aos desenvolvedores classificarem seus games para aparecerem em páginas especiais com outros jogos seguindo a mesma temática. Além disso, a mecânica também garante melhor ranqueamento nas buscas e sugestões de produtos. Se o usuário acessa títulos com o marcador "Aventura" com frequência, a loja começa a exibir mais produtos nesse estilo, por exemplo.
Banner da página de jogos classificados como LGBTQ+ na Steam. (Fonte: Steam/Reprodução)
Segundo o Kotaku, os 15 primeiros marcadores presentes em um game determinam em quais páginas temáticas o jogo aparece e são essenciais para o algoritmo de recomendação da Valve. A adição da nova palavra-chave é uma ótima notícia principalmente para desenvolvedores independentes, que normalmente não tem fundos para investir em divulgação e dependem do sistema de buscas e recomendações da Steam.
Jogos independentes ganham holofotes graças ao sistema de classificação da Valve. (Fonte: Steam/Reprodução)
É importante ressaltar que a Steam permite que os usuários utilizem tags próprias para classificar games, porém a Valve não utiliza esses termos para alimentar seu algoritmo. No ano passado, a empresa chegou a receber críticas dos usuários por não exibir páginas especiais com jogos classificados pelos consumidores e apagar buscas com marcadores personalizados, inclusive com a palavra-chave "LGBT".
Devido às limitações da plataforma, a tag que melhor representava jogos com temática de diversidade era "Protagonista Feminina", que ainda deixava de fora muitos espectros de diversidade que serão cobertos pela classificação LGBTQ+.
Você pode conferir todos os games com a marcação LGBTQ+ na Steam.

Steam Labs: conheça a plataforma da Valve para recursos experimentais

Imagem de: Steam Labs: conheça a plataforma da Valve para recursos experimentais

A Valve lançou uma nova plataforma para se aproximar mais da comunidade gamer. Batizada de Steam Labs, ela deverá apresentar aos usuários as funcionalidades da Steam que estão em desenvolvimento, além de facilitar a comunicação entre os usuários e os desenvolvedores por meio de feedbacks.
Em um primeiro momento, foram disponibilizados três recursos para mostrar como a Valve pretende se aproximar do público. O primeiro deles é o Micro Trailer, que apresenta 6 segundos de imagens de um jogo em loop; para visualizar, basta passar o cursor do mouse sobre uma fileira com três pequenas janelas e cada uma exibe o trailer de um jogo diferente.
O segundo recurso foi chamado de Recomendador interativo, que é um filtro específico para cada usuário da Steam, recomendando jogos com base na biblioteca do jogador. São usados critérios como o tempo gasto em cada título e os estilos mais jogados para criar uma lista de possível interesse. O gamer pode filtrar pelas opções mais populares ou menos conhecidas e até pelo tempo do lançamento.
valve
Por fim, o terceiro recurso é o Programa automático, um vídeo com duração entre 20 e 30 minutos, que apresenta os lançamentos da Steam. Todo o processo de escolha dos jogos é feito por algoritmos, embora ele ainda dependa de um funcionário para iniciar o processamento de escolha. O objetivo da Steam é que o recurso seja diário (ou semanal, no mínimo), e a empresa também pretende utilizar uma ferramenta de narração no futuro, já que por enquanto o vídeo conta apenas com uma trilha musical de fundo.
A Steam já informou que, caso a ideia funcione, pode estendê-la para outros formatos, como um canal de jogos independentes, ou associá-la aos Micro Trailers, por exemplo.
Quem quiser conferir as novidades basta acessar o Steam Labs pela plataforma Steam ou pelo site da empresa.