The Technology a empresa (The Technology the company)

Aos que estão querendo montar seu PC ou comprar um Notebook a The Technology está com diversas promoções, tudo com 1 ano de garantia e nota fiscal. Quem quiser mais informações entre em contato com a empresa: Instagram: @the.technology WhatsApp: +5531999858373 To those who are looking to assemble their PC or buy a Notebook, The Technology has several promotions, all with 1 year warranty and invoice. Whoever wants more information contact the company: Instagram: @ the.technology WhatsApp: +5531999858373

SERIAL DE ATIVAÇÃO WINDOWS 10 TODOS (ACTIVATION SERIAL WINDOWS 10 ALL)

Está é a maior lista da internet de Serial, Chave e Key de instalação do Windows 10 (This is the Internet's largest list of Windows 10 Serial, Key and Key installation)

AutoCAD 2017 + Crack Completo em Português-BR

AutoCAD 2017 + Crack, Completo em Português-BR é o software mais utilizado no campo da engenharia, arquitetura e design de produtos, consagra-se como uma das ferramentas de desenho técnico mais completas e profissionais disponíveis no mercado.

SketchUp Pro 2017 + V-Ray + Crack – Português

SketchUp Pro 2017 foi desenvolvido para os estágios conceituais do projeto, com uma estrutura 3D muito fácil de aprender. Numa analogia, SketchUp Pro pode ser considerado “o lápis do desenho digital”.

SSD: conheça mitos e verdades do hardware e tire suas dúvidas

Com aumento na popularidade do SSD, alguns mitos sobre o componente de armazenamento acabaram se espalhando pela Internet, desinformando muitos e afastando possíveis novos usuários.

Como descobrir (hackear) senha de WIFI no Windows em minutos - WPA/WPA2/WPS

Deseja aproveitar a conexão Wi-Fi super rápida do seu vizinho? Se eles são espertos, provavelmente têm uma senha protegida (caso contrário, você não estaria lendo isso, estaria?).

Celulares abaixo de R$ 1.000 já trazem recursos de ponta no Brasil

Imagem de:  Celulares abaixo de R$ 1.000 já trazem recursos de ponta no Brasil

Com a crescente popularização da Internet (segundo dados do IBGE, já somos mais de 126 milhões de brasileiros conectados) e dos celulares (há no Brasil mais aparelhos que pessoas, com quase 230 milhões de aparelhos em uso, de acordo com a FGV), os portáteis se transformaram quase que um prolongamento de nosso corpo.
“São companheiros quase inseparáveis, que nos acompanham a cada momento do dia, seja no caminho para o trabalho, na interação com os amigos e até mesmo na hora de dormir. Afinal quem não dá aquela última checada nas redes sociais antes de deitar?”, destaca Samir Vani, country manager da MediaTek, fabricante global de processadores para equipamentos como smartphones, tablets, TVs digitais, dispositivos wearable e soluções para carros conectados.
MediaTek
É interessante notar como o celular (ferramenta utilizada por 98% dos brasileiros que acessam a internet) funciona como canal para que muitas pessoas tenham acesso à tecnologia e possam se expressar e ser ouvidas além de suas fronteiras. Ocupando espaços que os computadores pessoais não ocupavam, é dando acesso à internet (seja nas redes sociais ou em canais como YouTube) que esses dispositivos ganham ainda mais espaço.
.Sem a internet, como seria possível, por exemplo, que jovens talentos da periferia tivessem sua música levada a milhões de pessoas em todo o mundo, em pouco tempo?
Apesar de ainda ser um bem de alto valor, já é possível notar um movimento de democratização da tecnologia quando o assunto é celular, pois vários recursos de ponta, até então restritos a modelos topo de linha (aparelhos que chegam a custar mais de R$ 5 mil!), agora já podem ser encontrados nos chamados modelos intermediários.
Com isso, é possível desfrutar de funções muito interessantes, por um preço bem acessível. É o caso, por exemplo, da inteligência artificial, que já pode ser encontrada em modelos que ficam na casa de R$ 1.000. Essa tecnologia permite controlar vários recursos do celular apenas com o comando de voz, além de disponibilizar efeitos sofisticados para a criação de fotos.
MediaTek Helio P70
Modelos como o Moto G8 Play, por exemplo, que acaba de ser lançado pela Motorola, trazem ótima configuração e recursos avançados, como câmera tripla (tendo até mesmo lente ultra-wide) que oferece, além de maior campo de visão, fotos mais nítidas e reconhecimento de objetos, e imagens aperfeiçoadas por inteligência artificial.
Esse modelo, que é 30% mais rápido que a sua geração anterior, traz processador MediaTek P70, que combina arquitetura de 12 nm, engine aprimorado de IA e processamento octa-core (com 4 chips Arm Cortex-A73 de 2.0 GHz e 4 chips Arm Cortex-A53 de 2.0 GHz). E, para completar, oferece bateria de 4.000 mAh de longa duração, com um dia e meio de autonomia.  Tudo isso por menos de R$ 1.000.
Com o avanço em alta velocidade da tecnologia, veremos cada vez mais recursos de ponta sendo adotados por modelos com preços cada vez mais acessíveis. E quem ganha com isso é o consumidor.

GPUs Intel Xe DG2 devem usar os 7 nm da TSMC em 2022

Imagem de: GPUs Intel Xe DG2 devem usar os 7 nm da TSMC em 2022

De acordo com o site AdoredTV, as placas de vídeo Xe DG2, da Intel, serão fabricadas sob os 7 nanômetros da TSMC, e só devem chegar ao mercado em 2022. Ao contrário do que se pensava, as GPUs Xe DG2 não serão modelos mais potentes derivados das Xe DG1, mas uma nova geração de placas. A fonte da informação teria sido um “insider” da indústria.
A geração Xe DG2 já tinha aparecido em um vazamento de driver, em julho de 2019, onde, inicialmente, três modelos de placas foram citadas. Entre eles, parece que vai haver um de alto desempenho para jogos, que deverá concorrer no segmento intermediário, com placas da NVIDIA e da AMD.
Fonte: Intel/Divulgação

Por que a TSMC?

A principal razão para a Intel usar os 7 nm da TSMC seria o fato da empresa ter de focar no seu próprio processo de fabricação em 7 nm para CPUs, uma vez que a cada nova geração de seus processadores para desktop, ainda baseados nos 14 nm, uma margem menor de desempenho é alcançada. No segmento móvel, alguns dos chips da empresa usam o processo de fabricação de 10 nm, enquanto outros modelos também usam os 14 nm.
No entanto, ainda é possível que a Intel tenha capacidade de produzir algumas GPUs sob sua própria tecnologia de 7 nm. Esses modelos seriam os voltados para servidores. As placas para jogos ficariam sob a responsabilidade da TSMC devido à limitação de sua própria capacidade de produção.
A Intel ainda poderia migrar diretamente para os 7 nm+ EUV da TSMC, mas parece que a companhia vai precisar focar no custo-benefício. Como o processo de 7 nm deve ficar bem mais barato em 2022, é possível que a empresa use os preços de suas placas como principal arma contra a NVIDIA e a AMD. Essa estratégia também fica alinhada com o fato de que a Intel não estaria preocupada em lançar GPUs high-end tão cedo.

AMD bate novo recorde de vendas de processadores, Intel fica bem atrás

Imagem de: AMD bate novo recorde de vendas de processadores, Intel fica bem atrás

Após longos anos com um cenário positivo para a Intel, vendedores documentaram uma virada de jogo para a AMD. Segundo informações do varejista alemão Mindfactory, a AMD vendeu 25 mil unidades de processadores Ryzen no último mês (novembro), contra 5 mil unidades de processadores Intel Core.
Isso não foi um evento isolado. A AMD também apresentou vantagem expressiva sobre a Intel em setembro, chegando a tomar 81% do mercado. Essa média se manteve desde julho, bem próximo do lançamento da terceira geração dos AMD Ryzen 3000.
Gráfico de vendas por mês em um ano (nov-2018 até nov-2019). (Fonte: WCCFTech/Reprodução)
Apesar de termos dados de apenas um único vendedor, podemos imaginar que o cenário se repete para outros comerciantes — ao menos no mercado europeu. Outro exemplo desse fenômeno está na lista de produtos mais vendidos da Amazon, onde 8 dos 10 processadores mais vendidos eram AMD.

Bolso cheio

As vendas dos Ryzen, além de garantir maior fatia do mercado para a AMD, rendeu 77% do valor das vendas em lucro. Esse crescimento indica que os processadores mais poderosos — Ryzen 7; Ryzen 9 e Ryzen Threadripper — estão entre os mais vendidos.
Entretanto, apesar da gritante perda de mercado da Intel, a companhia ainda se mantém com maior lucro por unidade vendida e, por isso, garante valor ainda superior ao da AMD — embora essa vantagem diminua a cada mês.
Gráfico de vendas desde 2015. (Fonte: WCCFTech/Reprodução)

Logística problemática

Há mais de um ano, a Intel divulgou que vivia uma crise na produção dos processadores de 14nm. Essa condição resultou em aumento dos preços das unidades Intel Core. Aparentemente, a situação não melhorou, já que os processadores continuam com valores elevados e a companhia não divulgou a normalização da produção.

AMD tem receita líquida recorde em 2019 puxada pelo 7nm

Imagem de: AMD tem receita líquida recorde em 2019 puxada pelo 7nm

A AMD tem motivos de sobra para comemorar o ano de 2019. A empresa teve uma receita líquida anual recorde de US$ 6,73 bilhões. O resultado foi puxado pelo segmento de GPUs. A margem bruta foi de 45% em comparação aos 38% do ano anterior, um aumento de rentabilidade impulsionado principalmente pela linha de produtos feitos em 7nm.
Houve ainda houve um aumento de 4% na receita líquida em 2019. O resultado pode não parecer muito expressivo, mas a AMD está lidando com a queda de vendas da Sony e da Microsoft por causa dos produtos PS4 e Xbox One.
A AMD também declara que bateu recorde na venda de CPUs nos últimos seis anos, enquanto as vendas de GPU e a receita de data center GPU cresceu em porcentagens de dois dígitos. A empresa dobrou, ainda, o número de plataformas de processadores Epyc no mercado para mais de 100.
Para o resultado da receita líquida no primeiro trimestre de 2020, a empresa espera um resultado de US$ 1,8 bilhão, um aumento de 42% relacionado ao mesmo período de 2019. O crescimento está relacionado às fortes vendas de produtos de CPU e GPU de 7nm.
Macbook Pro terá novas GPUs móveis da AMD (Fonte: AMD)
Recentemente, a empresa anunciou a expansão de sua oferta para processadores de jogos e placas gráficas profissionais. A Apple anunciou que novo Macbook Pro terá as novas GPUs móveis AMD Radeon Pro 5500M e 5300M. A AMD promete que estes processadores vão fornecer um nível inovador de desempenho gráfico para edição de vídeo, criação de conteúdo 3D e desenvolvimento de jogos baseados em macOS.
A AMD lançou também a AMD Radeon Pro W5700, primeira placa gráfica de estação de trabalho para PC profissional de 7 nm do mundo. O produto é direcionado para designers, arquitetos e engenheiros em 3D

CEO da OnePlus diz que dobráveis ainda não valem a pena

Imagem de: CEO da OnePlus diz que dobráveis ainda não valem a pena

Durante a CES 2020, o pessoal do The Verge aproveitou para fazer uma entrevista com Pete Lau, CEO da fabricante chinesa de smartphones, OnePlus. A entrevista foi publicada em formato de podcast e questionou Lau sobre novas tecnologias, capacidade de concorrência e aumento de preços.

Os dobráveis ainda não são bons?

Lau disse que a OnePlus analisa os dispositivos dobráveis, mas ainda não considera a possibilidade de lançá-los no mercado.
Para Lau, há uma questão fundamental no funcionamento das telas e no mecanismo de dobradura desses equipamentos. Ele disse que a tecnologia não está madura o suficiente e que, portanto, as vantagens dos dobráveis ainda não superam as desvantagens.
Mesmo no Motorola Razr, cuja dobradura faz muito menos vinco que em outros dobráveis, ainda há os mesmos desafios para superá-lo, como o próprio material usado nos painéis.

Abordagem de câmeras e competitividade

Quando perguntado sobre câmeras de smartphones, Lau respondeu que não acredita que o número extra de sensores seja, necessariamente, o mais importante. Para ele, o mais importante são os recursos. Definidos os recursos, aí sim, analisa-se a necessidade de adicionar um sensor extra.
Sobre poder competir com a Apple e a Google, que têm desenvolvido seus próprios algoritmos de software para câmeras, ele disse que a OnePlus trabalha em conjunto com as melhores companhias do setor, e que essa parceria será suficiente para que a empresa concorra de igual para igual com outras gigantes.

Aumento de preços

The Verge perguntou a Lau se, com o aumento dos preços dos smartphones, teríamos um flagship da OnePlus custando US$ 1 mil em algum momento.
Lau disse que o aumento de preços é uma tendência porque os dispositivos estão ficando cada vez mais poderosos e cheios de recursos. No entanto, a OnePlus tem uma abordagem diferente de investir em marketing, o que a faz economizar e repassar essa economia para seus clientes.

Motorola Razr: inchaços e caroços são normais na tela, diz teaser

Imagem de: Motorola Razr: inchaços e caroços são normais na tela, diz teaser

A Motorola publicou uma série de vídeos no YouTube sobre o seu novo celular Razr, que faz referência a seu aparelho de mesmo nome lançado no início dos anos 2000, em comemoração ao lançamento da pré-venda do aparelho.
O vídeo sobre cuidados com o Motorola Razr traz um alerta: a tela do telefone é para dobrar, portanto inchaços e caroços são normais na tela. Mas isto não é um sinal de falha iminente do aparelho. Outras instruções são mais básicas, como evitar objetos pontiagudos e protetores de tela, limpá-lo com um pano seco quando ele se molhar e fechar o celular antes de colocá-lo no bolso.
Ao contrário de outros fabricantes, como a Samsung e Apple, a Motorola não faz nenhuma questão de esconder os detalhes de seu novo aparelho. O Motorola Razr promete um novo tipo de experiência com muitos recursos que você não esperaria em um smartphone. O aparelho inclui uma câmera com visão noturna e a capacidade de visualizar notificações e controlar a reprodução da mídia mesmo na tela de bloqueio. Isto é possível graças à segunda tela de “visualização rápida” disponível no exterior quando o telefone está fechado.
O processador Snapdragon 710 pode ser um pouco decepcionante, mas é um dos fatores que ajuda a bateria de 2.510 mAh durar o dia todo e carregar rapidamente, conforme promessas da Motorola.
O Motorola Razr está disponível para pré-venda a partir do dia 6 de fevereiro, exclusivamente para os clientes da Verizon e com o preço salgado de 1.499 dólares. Os aparelhos começaram a ser enviados a partir do dia 14 de fevereiro.

Speaser: primeiro app de esportes sociais já está disponível

Imagem de: Speaser: primeiro app de esportes sociais já está disponível

Já pensou ter um aplicativo no qual você pode acompanhar os resultados de seus esportes favoritos e ainda conversar com seus amigos e outros fãs? A startup sueca Speaser lançou ontem (23) o primeiro aplicativo de esportes sociais.
A ideia é unir os apaixonados por esporte no mundo inteiro, permitir que conversem e se desafiem sobre resultados de próximas partidas e ainda fornecer notícias da área. O mais legal é que é um serviço gratuito e está disponível em 24 idiomas, para iOS e Android.
“Bilhões de pessoas adoram esportes e queremos ajudar a uni-los”, afirmou Fanny Drape, vice-presidente da Speaser.

As apostas não são o foco

Apostas tradicionais podem ter efeitos negativos, então os criadores querem manter apenas a parte divertida do processo, que é o desafio. Os usuários podem escolher o prêmio do vencedor, que pode ser apenas a honra da vitória, ou até mesmo uma cervejinha no bar.
Segundo o vice-presidente da startup, “Muitas pessoas não podem ou não fazem apostas envolvendo dinheiro, e há países onde as apostas tradicionais são ilegais. Essa será uma alternativa divertida para elas”.

Mas como funciona?

Os usuários podem fazer sua previsão antes dos jogos, desafiar os oponentes e então decidir qual será a recompensa do vitorioso (se houver alguma). Os resultados são enviados aos índices de acerto, para serem comparados com a lista de recordes ou o muro da fama presente no aplicativo. Esses índices são baseados nos pontos de todos os desafios que participar, e podem melhorar com o tempo.
Enquanto acompanha uma partida, é possível usar o Speaser para conversar com os amigos, ver notícias e obter uma visão geral de placares ao vivo, gráficos e estatísticas, tudo isso em um só lugar! Bem legal, né?

Como ativar o modo noturno no Instagram (Android e iOS)

Imagem de: Como ativar o modo noturno no Instagram (Android e iOS)

O Instagram é uma das redes sociais que mais tem se consolidado entre seus usuários, e um dos principais motivos é a sua busca por atualizações constantes. É o caso dos Stories, com diversos filtros interativos, e do IGTV, que comporta vídeos maiores e permite que os participantes da rede social se sintam cada vez mais à vontade para compartilhar seus momentos.
A atualização mais recente foi em seu layout, implementando a função modo noturno para que os usuários não cansem tanto a visão enquanto estão usando o aplicativo. Porém, essa opção é ativada de uma maneira meio peculiar, deixando muitos em dúvida.
Entenda melhor como o modo escuro do Instagram pode ser ativado em seu celular, seja Android, seja iOS.

Procure o modo noturno em seu aparelho

O modo escuro do Instagram está diretamente associado ao aparelho; ou seja, ele só pode ser ativado se o celular em questão também tiver essa função.
Esse modo está disponível em alguns aparelhos com Android 9 e 10 e iOS 13. Caso o seu celular não esteja nesse parâmetro, vai ser necessário esperar uma atualização do sistema ou que a função fique disponível diretamente no Instagram, sem depender do smartphone.

Como ativar o modo noturno no Android

Para alterar a aparência do Instagram no Android, basta ativar o modo noturno do celular. Arraste a barra de notificações do seu aparelho, procure o ícone que indique essa função e o ative; automaticamente, o Instagram mudará sua aparência para um tema escuro. Para desfazer a função, basta ir até a barra de notificações novamente e desativar o modo noturno.
Um meio alternativo para chegar ao mesmo resultado é ir direto a Configurações > Tela > Modo Escuro e ativar a função para que seja aplicada também à rede social.
(Fonte: App Tuts/Reprodução)
(Fonte: App Tuts/Reprodução)

Como ativar o modo noturno no iOS

A primeira forma de ativar o modo escuro no iPhone é ir até a Central de Controle, arrastando para cima, e clicar na barra de luminosidade. Do lado esquerdo estará o ícone Modo Escuro, que deve ser ativado.
A segunda forma é ir até Ajustes > Tela e Brilho > Aparência Escura. O Instagram será configurado para o modo noturno, que poderá ser revertido a qualquer momento.
(Fonte: App Tuts/Reprodução)
(Fonte: App Tuts/Reprodução)

Popcorn Time: liminar falsa causou a suspensão do site

Imagem de: Popcorn Time: liminar falsa causou a suspensão do site

Recentemente, o site de filmes e séries Popcorn Time teve um dos seus domínios suspensos por conta de uma decisão da justiça norte-americana. Algo que seria normal, se não fosse um detalhe: o documento era falso.
Uma liminar em nome da Motion Picture Association (MPA) foi enviada à empresa 101domain solicitando a suspensão do domínio PopCornTime.sh. No caso, o processo foi supostamente assinado por um juiz do Distrito de Colúmbia, nos Estados Unidos
Entretanto, o site norte-americano Torrent Freak descobriu a farsa. Isso porque, semanas antes, a página recebeu o mesmo documento de uma fonte anônima sugerindo uma nota sobre a suspensão. Então, após uma apuração do material, eles constataram diversas informações erradas no processo.
Imagem do documento falso enviado ao site Torrent Freak. (Fonte: Torrent Freak/Reprodução)
Um detalhe que chamou atenção foram as datas do documento. Por exemplo, o carimbo do juiz indica que a liminar foi arquivada em maio de 2019, enquanto o cabeçalho mostra que isso aconteceu em novembro de 2019. Por fim, o número do processo original referia-se a uma ação movida pela Microsoft.
Ou seja, a liminar enviada ao 101domain foi modificada com a intenção de tirar o domínio do Popcorn Time do ar. Portanto, alguém mal-intencionado alterou diversos detalhes do antigo documento e enviou para empresa responsável pelos domínios.
Popcorn Time se popularizou ao disponibilizar filmes e séries online. (Fonte: IWF1/Reprodução)

Caso resolvido… ou quase isso

Depois de confirmar as informações com a justiça norte-americana, o 101domain retirou a suspensão do domínio do Popcorn Time. Contudo, a história ainda estava longe de acabar.
Para não ficar fora do ar, o site migrou para o domínio para Popcorntime.app, registrado pela 1API. Curiosamente, a empresa de hospedagem recebeu outra “liminar” com conteúdo similar. O documento teria sido enviado por um funcionário da MPA em um e-mail de tom bastante informal.
Outra vez, após uma apuração, foi constatado que o processo era falso. No entanto, surge um novo mistério: quem está criando esses documentos para prejudicar o Popcorn Time?

6GHz!? G.Skill quebrou o recorde mundial em memória RAM DDR4!

Trident Z Royal

A muito conhecida fabricante de memória RAM G.Skill acabou de quebrar o recorde de velocidade DDR4 de uma maneira avassaladora! Quebrando a barreira dos 6GHz, conseguindo alcançar os DDR4-6016.8MHz.
Esta marca foi conseguida pelo overclocker TopPC, que utilizou para o efeito uma motherboard MSI MPG Z390I Gaming Edge AC, um processador Intel Core i9-9900K e claro, memória G.Skill DDR4 Trident Z Royal.

Memória RAM DDR4 a 6000MHz? Recorde mundial para a G.Skill!

Caso não saiba, o antigo recorde mundial também pertencia à G.Skill e ao mesmo overclocker, com uma frequência DDR4-5886MHz durante a Computex em Junho. No entanto, parece que soube a pouco, visto que o grande objetivo era mesmo ultrapassar a barreira dos 6000MHz!
Pode ver a validação do CPU-Z aqui, e a screenshot do HWBot em baixo:
g.skill

Novos chips de memória RAM a caminho! Preços vão baixar

Como dissemos ontem, temos novos chips de memória a caminho pelas mãos da Samsung, denominados de A-Die, que irão ocupar o espaço dos ‘velhinhos’ e obsoletos B-Die! (Memória que os entusiastas adoravam, graças ao seu grande potencial de overclock, mantendo excelentes timings.)

Samsung A-Die: Temos nova memória RAM DDR4 de 10 nm a caminho, que deverão trazer consigo preços ainda mais baixos

Então, se os chips B-Die eram tão populares no mercado, porquê é que a Samsung decidiu acabar com a sua produção?
Memória RAM
Caso não saiba, toda a memória RAM passa por um ciclo de produção! Primeiramente, a memória é produzida com o processo existente, o que é relativamente caro. Posteriormente, o processo melhora, a economia começa a procurar mais aquele produto, e a RAM começa a ser cada vez mais barata de produzir.
Portanto, normalmente, as versões mais recentes de qualquer tipo de memória RAM, são mais rápidas mas também mais baratas. (Com as capacidades a aumentar significativamente)

Novos ícones do Windows 10 aparecem em versão de teste do SO

Imagem de: Novos ícones do Windows 10 aparecem em versão de teste do SO

A Microsoft começou a liberar novos ícones para os seus aplicativos do Windows 10 na mais recente versão de preview do sistema operacional. A novidade foi avistada pelos membros do programa de Insiders que estão utilizando a build 19546 do SO e deve chegar futuramente para todos os donos de PCs com o SO.
Segundo o site Microsoft Power User, a empresa de Redmond está fazendo alterações em mais de 100 ícones do sistema operacional e até o próprio logo do Windows 10 pode sofrer mudanças futuramente. A empresa está aplicando o Material Design em seus serviços, o que garante uma aparência mais viva para os serviços da companhia.
(Fonte: The Win Central/Reprodução)
Atualmente, os ícones do Windows 10 normalmente são monocromáticos e simplificados. Com o Material Design, as representações dos aplicativos trarão um visual com mais cores e profundidade. O WinCentral compartilhou uma imagem mostrando alguns dos modelos que estão sendo testados pela Microsoft na nova edição do sistema operacional, que podem ser vistos acima.
Com o início da distribuição da novidade para os membros do programa Windows Insider, a tendência é que a empresa receba opiniões de seus usuários mais fiéis para realizar adaptações. Após esse processo, a empresa deve implementar os novos ícones com Material Design no sistema operacional e começar a liberar o padrão visual para todos os donos de computadores com Windows 10.
Até o momento, a Microsoft não comentou sobre o assunto e não forneceu uma previsão para o lançamento oficial dos novos ícones do Windows 10. O que você achou da mudança que está sendo testada pela companhia? Deixe sua opinião nos comentários!

Alphabet, dona da Google, bate valor de mercado de US$ 1 trilhão

Imagem de: Alphabet, dona da Google, bate valor de mercado de US$ 1 trilhão

A Alphabet, empresa criada para gerenciar a Google e todos os seus projetos e laboratórios paralelos, atingiu o valor de mercado de US$ 1 trilhão nesta quinta-feira (16), pouco antes do fim das movimentações financeiras do dia. A ultrapassagem da marca já era esperada desde o início da semana por analistas.
As ações da companhia foram negociadas a US$ 1.451,70 no momento da conquista. E vale lembrar que essa é uma posição bastante variável: movimentações nas ações podem fazer a empresa despencar em valor total ou permanecer por bastante tempo acima do trilhão. Entretanto, apenas atingir uma vez o número já é o suficiente para escrever o nome da marca na história do mercado financeiro.
No início de fevereiro, a Alphabet deve revelar o relatório financeiro com os ganhos do último trimestre de 2019 — e os números devem ser bastante impressionantes. A companhia agora atravessa um período de troca de comando: Sundar Pichai, ex-CEO da Google, assumiu o cargo de CEO em dezembro do ano passado após a surpreendente saída voluntária dos cofundadores do buscador, Larry Page e Sergey Brin.

Variedade

Os serviços de nuvem da Google, os anúncios e a divisão de hardware chamam a atenção dos investidores, mas a empresa também ganha em avaliação de mercado por investir em projetos ambiciosos — incluindo carros voadores e veículos autônomos, estes desenvolvidos pela subsidiária Waymo.
A primeira companhia norte-americana a atingir esse valor foi a Apple, em 2018, seguida pela Amazon e Microsoft. Companhias de fora dos Estados Unidos, como PetroChina e Saudi Aramco, também já bateram essa meta ao menos uma vez.

Instagram libera mensagens diretas na versão web para alguns usuários

Ícones de aplicativos de redes sociais

O Instagram está testando um recurso para que usuários acessem suas mensagens diretas pela web, o que significa que você finalmente poderá enviar e compartilhar mensagens durante o expediente de trabalho – mas com cuidado.
Um porta-voz do Instagram disse ao Gizmodo por e-mail que o teste começa hoje com “uma pequena porcentagem entre os usuários no mundo.” De acordo coma companhia, a ferramenta permitirá que usuários acessem a caixa de entrada do Instagram Direct, envie e receba novas mensagens, além de criar chats em grupo.
Será possível também responder a Stories via DM (mensagem direta), enviar fotos a partir do desktop, compartilhar posts a partir de seus feeds e receber notificações de mensagens não lidas.
O chefe do Instagram, Adam Mosseri, tuitou sobre o teste na terça-feira (14), escrevendo que “é apenas uma pequena porcentagem das pessoas por enquanto – precisamos ter certeza de que funciona bem – mas esperamos levar isso para todos em breve.”
A pesquisadora Jane M. Wong encontrou o teste e tuitou uma captura de tela em fevereiro do ano passado. Na época, a companhia disse ao TechCrunch que “sempre está testando novas maneiras de melhorar a experiência do Instagram”, mas parece que o Instagram tem ajustado essa ideia por quase um ano.
Perguntamos sobre uma possível implementação mais ampla do recurso, mas o porta-voz do Instagram disse ao Gizmodo que ele não “tinha nenhuma previsão específica para compartilhar agora.”
Se você, leitor, for uma das cobaias sortudas a ter acesso antecipado ao recurso e também for um usuário frequente, bem, dê um adeus carinhoso à sua produtividade.

Os primeiros fones de ouvido sem fio da LG vêm com uma luz UV que mata bactérias

Os primeiros fones de ouvido sem fio da LG vêm com uma luz UV que mata bactérias

Só no ano passado, vimos várias marcas renomadas anunciarem seus primeiros fones de ouvido sem fio, incluindo Microsoft, Google, Amazon e muito mais. E agora é a vez da LG entrar no jogo com seus novos earbuds Tone Free.
Ao preço de US$ 200 e já disponíveis nos EUA, eles podem ter se perdido um pouco no momento pós-CES, mas têm um recurso não encontrado em nenhum de seus concorrentes: uma luz UV desinfetante embutida no estojo de carregamento, projetada para matar bactérias, incluindo estafilococos e E. coli, o que pode protegê-lo de uma infecção desagradável. A LG afirma em seu site que realizou “testes independentes” em outubro que constataram que sua tecnologia UVnano reduziu as bactérias “na ponta do fone de ouvido mais próximo do canal auditivo”.
Os fones devem durar cerca de seis horas com uma única carga, com outras 21 horas de bateria armazenadas no estojo de carregamento que vem incluso, o que deve ser suficiente para mais de três cargas adicionais completas, de acordo com a LG.
E, como muitos concorrentes, o Tone Free possui um painel lateral sensível ao toque que permite pular músicas, ajustar o volume e até ativar o Assistente do Google com alguns gestos simples. Eles também possuem uma classificação IPX4 para resistência à água — portanto, devem resistir à chuva e à academia.

Infelizmente, o Tone Free vem apenas com dois pares extras de pontas para os ouvidos — usar a luz UV para matar bactérias é bom, mas apenas uma parte da tentativa de manter os fones de ouvido realmente limpos. Foto: LG
E quanto ao áudio, o Tone Free foi sintonizado pela Meridian para oferecer um som de alta qualidade sem distorção, além de apresentar um diafragma composto feito de vários materiais, incluindo metal e plástico, para garantir que as notas agudas e graves soem nítidas.
Curiosamente, a LG diz que o Tone Free é um fone de ouvido semiaberto, diferente de muitos outros fones de ouvido fechados, como o Galaxy Buds da Samsung, o Amazon Echo Buds e outros.
Infelizmente, o design semi-aberto do Tone Free significa que os botões da LG também não suportam o cancelamento de ruído ativo (ANC). Isso pode ser um problema para a LG, porque por cerca de US$ 200 ou US$ 250 você já começa a ver mais fones de ouvido de alta qualidade oferecendo ANC como o AirPods Pro de US$ 250 da Apple.
Para quando você ficar com pouca bateria, o Tone Free suporta o carregamento rápido, que deve proporcionar aos fones de ouvido uma hora extra de reprodução de música após apenas cinco minutos de carregamento. Além disso, uma detecção de ouvido automática permite que os fones pausem sozinhos quando você os tira, o que facilita a sua vida e ajuda a prolongar a duração da bateria ao mesmo tempo.
Foto: LG
No geral, tenho que dar crédito à LG por aprimorar a categoria com o benefício da luz UV — um recurso que nenhuma outra empresa realmente oferece. Mesmo assim, temo que o Tone Free possa ficar preso em um lugar difícil, entre fones de ouvido mais acessíveis sem ANC e fones de ouvido mais caros e sofisticados que suportam o ANC, como o AirPods Pro e o WF-1000XM3 da Sony.

Realme pode lançar novos fones sem fio chamados Buds Air Neo

Imagem de: Realme pode lançar novos fones sem fio chamados Buds Air Neo

A fabricante de smartphone Realme lançou no fim do ano passado seus primeiros fones totalmente sem fio, mas a companhia pode apresentar em breve um novo par de earbuds. Durante a revelação da sua nova interface para celulares inspirada no Android 10, a companhia acabou listando um produto chamado Buds Air Neo, que ainda não foi revelado oficialmente.
O nome dos supostos fones sem fio aparece rapidamente no trailer de revelação da Realme UI, quando o material publicitário exibe uma função para conectar e utilizar duas saídas de áudio simultaneamente, como um fone cabeado e outro wireless. A listagem do Realme Buds Air Neo pode ser vista aos seis segundos do vídeo abaixo:
A Realme não comentou oficialmente sobre o lançamento de novos fones sem fio, mas as especulações sobre o produto já começaram. Segundo o Gizchina, a empresa deve trazer o acessório ao mercado com cancelamento de ruído ativo, principal função deixada de fora dos primeiros Buds Air, que traz uma tecnologia simples de noise-cancelling.
(Fonte: Realme/Reprodução)
O lançamento de novos fones sem fio também combina com o posicionamento da empresa de aumentar seu catálogo de produtos conectados. Neste mês, a companhia confirmou que já está trabalhando em uma Smart TV, que deve chegar ainda em 2020, e também pretende lançar uma smartband. Além disso, um registro vazou a existência de um relógio inteligente da marca, que ainda não foi oficializado.
Apesar da expansão para outros segmentos, a fabricante chinesa também continua focada nos smartphones e já tem cinco modelos prontos para serem anunciados. Até o fim de 2020, o objetivo da marca é vender mais de 50 milhões de celulares.

O sonho de um carregador único para smartphone continua vivo, apesar das reclamações da Apple

Cabos com conector USB-C

O Parlamento Europeu está cansado de lixo eletrônico — em particular, o produzido por cabos de carregadores de smartphone. Para corrigir isso, legisladores estão debatendo uma medida que forçaria fabricantes a usarem uma porta padrão para carregamento de gadgets.
Esta não é a primeira vez que ouvimos este tipo de iniciativa vinda da Europa. A razão por que o microUSB é tão prevalente tem relação com 2009, quando a Comissão Europeia definiu o padrão como universal no continente. Mesmo a Apple, que é conhecida pelos seus carregadores proprietários, reconheceu e disponibilizou na Europa um adaptador microUSB.
Assim que a iniciativa expirou em 2014, legisladores europeus tentaram novamente forçar um carregador comum, reiterando que não seria inconveniente apenas para os consumidores, mas também limitaria a quantidade de lixo eletrônico. O único problema era que a iniciativa pedia uma “abordagem voluntária” — uma estratégia que, em um documento, o Parlamento Europeu disse que “não obteve os resultados desejados”. E, embora o documento não especifique exatamente que tipo de porta se deve usar, o USB-C é o candidato mais provável.
Idealmente, legisladores afirmam que o carregador comum seria capaz de encaixar em todos os telefones celulares, tablets, leitores de livros eletrônicos e outros dispositivos portáteis. Essa é uma ideia boa, sensível e ambientalmente correta. Dito isso, você provavelmente já conhece quem é contra a medida.
Em 2018, legisladores europeus realizaram uma avaliação de impacto inicial sobre a ideia de um carregador comum e pediram contribuições das fabricantes. Em janeiro do ano passado, a Apple fez a sua parte. Em seu comunicado, a empresa da maçã afirmou que “regulamentos que direcionam a conformidade por meio do tipo de conector incorporado a todos os smartphones congelam a inovação, em vez de incentivá-la. Essas propostas são ruins para o meio ambiente e desnecessariamente perturbadoras para os clientes”. A Apple afirmou ainda que quase 1 bilhão de dispositivos já foram enviados com o conector Lightning e citou o ecossistema de terceiros que surgiu ao criar acessórios para conectores Lightning. Exigir um padrão, afirma, “resultaria em um volume sem precedentes de lixo eletrônico e incomodaria bastante os usuários”.
A Apple citando inconveniência e desperdício como uma razão para não adotar um novo padrão, que não seja o Lightning, é irônica, para dizer o mínimo. A mudança do conector de 30 pinos para o conector Lightning em 2012 foi, em última análise, uma coisa boa para os usuários da Apple, mas havia uma boa parte de detratores na época. Da mesma forma, um carregador comum seria ótimo e benéfico para todos. Claro, o período para adaptação seria péssimo, mas tenho certeza de que a maioria dos consumidores ficaria entusiasmada por não precisar desembolsar por carregadores proprietários e ainda mais adaptadores (mesmo que algumas pessoas curtam adaptadores).
Apesar de sua relutância, não é impossível que a Apple finalmente abandone os carregadores proprietários para sempre. Afinal, iPads e MacBooks já mudaram para USB-C. Obviamente, isso significaria que a Apple teria que desistir de cobrar caro em acessórios Lightning, o que provavelmente não é o que a empresa quer. Também é possível que a Apple não tenha escolha. O Parlamento Europeu terá que colocar o assunto em votação em uma próxima sessão e, se um tipo de carregador comum for exigido, pode ser mais fácil para a Apple simplesmente cumprir a determinação. Ou talvez a empresa consiga se livrar, mais uma vez, vendendo dongles e adaptadores por aí.